Novo Terremoto no Nepal

Novo terremoto atinge região mais castigada do Nepal e causa mortes

O epicentro foi a nordeste de Katmandu, uma das áreas mais devastadas no dia 25 de abril Autoridades já confirmaram 57 mortes no Nepal, 17 na Índia, uma no Tibete e 1.000 feridos

Pacientes evacuados dos hospitais após o tremor, em Katmandu.REUTERS

Quando a normalidade começava a chegar ao Nepal, após o terremoto que há duas semanas deixou mais de 8.000 mortos, a terra voltou a tremer nesta terça-feira. O novo terremoto no Nepal tem magnitude 7,3 na escala Richter, com epicentro a 68 quilômetros ao oeste da cidade de Namche Bazar (nordeste de Katmandu), próximo do acampamento base do Everest, e a 15 quilômetros de profundidade, segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). O terremoto voltou a atingir a região mais afetada pelo do dia 25 de abril, de magnitude 7,9. Mesmo que o número certo de vítimas ainda seja desconhecido, autoridades já confirmaram 57 mortes no Nepal, segundo um comunicado do Ministério de Interior do país, 17 na Índia, uma no Tibete e quase 1.000 feridos. Até o momento, foram registrados seis novos tremores secundários, uma deles de 6,3 graus de magnitude, na primeira hora após o terremoto.

Trabalhadores da Organização Internacional para as Migrações (OIM), uma agência da ONU, afirmam que corpos estão sendo recuperados nas ruínas de Chautara. Disseram também que os feridos neste novo terremoto do Nepal estão sendo levados ao hospital. Um responsável do distrito de Sindhupalchowk, do qual Chautara é a capital, informou de três grandes deslizamentos de terra no distrito e pelo menos 12 feridos. Essa região teve o maior número de vítimas fatais causadas pelo terremoto anterior.

Em Katmandu, que está com o aeroporto fechado, o pânico é generalizado. Milhares de pessoas saíram às ruas temendo mais tremores secundários e os comércios fecharam as portas. Alguns edifícios caíram, mas o grande temor é que os imóveis danificados pelo terremoto anterior desabem. A tarefa prioritária é desalojar as pessoas que ainda se encontram no interior dos edifícios.

MAIS INFORMAÇÕES

Da mesma forma que no primeiro terremoto no Nepal, o tremor foi sentido na capital indiana, Nova Deli, e em Daca, a capital de Bangladesh. O Departamento de Gestão de Desastres do Estado de Bihar, na fronteira com o Nepal, informou a morte de um homem no desabamento de uma casa no distrito de Siwan. Mais uma pessoa morreu no Estado vizinho de Uttar Pradesh e outras duas ficaram feridas em Debashish Panda.

O Nepal ainda tenta se recuperar do terremoto de 25 de abril que, além de mais de 8.000 mortos, deixou mais de 15.000 feridos e danificou dezenas de milhares de moradias. As autoridades nepalesas em colaboração com órgãos internacionais tentam levar ajuda às famílias nas regiões do vale de Katmandu, onde ocorreu a maior parte das vítimas contabilizadas até o momento, e levar alimentos e socorro médico às áreas mais afastadas.

O terremoto no nepal de 25 de abril foi o terremoto de maior magnitude no país em 80 anos e o pior na região do Himalaia em uma década desde o tremor de 2005, que deixou mais de 84.000 mortos na Cachemira.

Arquivado Em: