Venezuela usa em campanha a foto de um jornalista detido no país em 2013

Rede de TV pública usa a foto do norte-americano Jim Wyss em uma campanha turística

Foto utilizada na campanha da Telesur.
Foto utilizada na campanha da Telesur. (AP)

“Amamos a Venezuela... por receber estrangeiros como um dos seus”. Na imagem, um casal se abraça sobre esse lema para uma campanha estatal da televisão pública Telesur. A iniciativa publicitária não teria nada de particular se não fosse pelo fato da pessoa que aparece na imagem não ser um turista, mas Jim Wyss, jornalista do jornal Miami Herald, que foi detido durante 48 horas pelas autoridades venezuelanas em novembro de 2013.

A foto original de Jim Wyss, na sua chegada ao aeroporto de Miami.
A foto original de Jim Wyss, na sua chegada ao aeroporto de Miami.Carl Juste (AP)

A foto foi lançada na sexta-feira, de acordo com a Reuters, junto com outros vídeos e fotografias promocionais da Venezuela nos quais aparecem lugares turísticos ou imagens de Hugo Chávez, através da televisão estatal venezuelana e das redes sociais Twitter e Youtube, onde foram divulgadas com as hashtags #AmamosVenezuela e #WeloveVenezuela.

“Acho muito divertido”, Wyss declarou por telefone de Bogotá ao jornal The New York Times. “Não sei se foi um grande erro por parte da Telesur ou alguém que tem muito senso de humor. É muito ridículo”, acrescentou. O jornalista, correspondente em Bogotá do jornal norte-americano, assegurou também que desde aquele incidente em 2013, voltou a viajar como jornalista para a Venezuela sem nenhum problema.

Arquivado Em: