Seleccione Edição
Login

‘Charlie Hebdo’ adia por tempo indefinido seu próximo número

A equipe diz que é pela tristeza, fadiga e exposição midiática que sofrem desde o ataque

Policiais patrulham salão de quadrinhos de Angoulême, dedicado a “Charlie Hebdo”.
Policiais patrulham salão de quadrinhos de Angoulême, dedicado a “Charlie Hebdo”. AFP

A equipe da revista satírica francesa Charlie Hebdo anunciou que seu próximo número foi adiado indefinidamente pela “tristeza, fadiga e a exposição midiática” que sofrem depois do ataque terrorista que matou 12 pessoas, entre eles nove de seus empregados, no último dia 7 de janeiro em Paris, segundo informa o jornal Le Parisien.

“Não temos data para a saída do próximo número”, contou ao jornal a porta-voz Anne Hommel sobre o próximo exemplar da revista cuja data de chegada às bancas estava prevista para 11 de fevereiro. “Neste momento (a equipe) não está preparada”, acrescentou.

Apesar disso, o atual editor chefe de Charlie Hebdo, Gérard Biard, prometeu que a publicação vai continuar, apesar de não ter dado uma data concreta neste sentido, afirma por outro lado o Le Monde.

Nestes dias, o atentado contra a revista está marcando o grande encontro europeu dos quadrinhos, o salão de Angoulême, que presta tributo aos desenhistas assassinados. O evento aumentou suas medidas de segurança.

Na semana seguinte ao atentado, a equipe publicou um número simbólico que, com menor número de páginas, chegou a uma tiragem de milhões que se esgotou rapidamente. A revista, que trazia na capa Maomé declarando que “tudo está perdoado”, foi publicada em vários idiomas, inclusive o espanhol.

MAIS INFORMAÇÕES