As sete propostas de Putin para conseguir a paz com a Ucrânia

O líder russo esboçou seu plano de solução da crise durante o voo para a Mongólia

Putin, na última quarta-feira.
Putin, na última quarta-feira.A. NIKOLSKYI (AFP)

O líder russo explicou para a imprensa que esboçou seu plano de solução da crise ucraniana durante o voo para a Mongólia, onde se encontra em visita oficial. Putin considera que seu enfoque e o do presidente Piotr Poroshenko são muito similares e que um plano definitivo pode ser conseguido nesta sexta-feira. Estas são as medidas, segundo a tradução do Russian Today.

1. “Primeiro, as Forças Armadas e as unidades militares das milícias do Sudeste da Ucrânia devem parar as operações de ataque nas regiões de Donetsk e Lugansk”.

2. “Segundo, as unidades armadas dos corpos das forças da Ucrânia devem se retirar para uma distância que exclua a possibilidade de ataques com artilharia e diferentes sistemas de mísseis contra zonas povoadas”.

3. “Terceiro, é preciso assegurar com observadores internacionais objetivos para que ambas as partes respeitem o cessar-fogo e acompanhar a situação na zona de segurança”.

4. “Em quarto lugar, é preciso excluir o uso de aviões de combates contra a população civil e os lugares povoados da região de conflito”.

5. “Como quinta medida, organizar uma troca de pessoas detidas com o uso da força de acordo com a fórmula trocar todos por todos e sem condições prévias”.

6. “Sexto: abrir corredores humanitários para permitir o movimento dos refugiados e a entrega de provisões humanitárias para as cidades e outras localidades do Donbas: as províncias de Donetsk e Lugansk”.

7. “E, por último, o sétimo passo tem como objetivo possibilitar que equipes de técnicos se dirijam para as localidades afetadas do Donbas para restaurar a infraestrutura e serviços destruídos”.

Arquivado Em: