O Twitter da Polícia Federal é hackeado e alarma sobre uma bomba no Mineirão

A informação foi postada antes do início do jogo e ficou no ar por uma hora, o que gerou apreensão entre os que acompanhavam a rede social

Captura do post hackeado no Twitter oficial da Polícia Federal.
Captura do post hackeado no Twitter oficial da Polícia Federal.

Um post no twitter da Polícia Federal sobre a presença de uma bomba no estádio do Mineirão, durante o jogo deste sábado, gerou apreensão minutos antes do início da partida entre Brasil e Chile, em Belo Horizonte, para quem estava atento à rede social. “Foi confirmada a ameaça de bomba no Mineirão, a evacuação do local não está descartada”, dizia a mensagem, que foi desmentida pela assessoria de imprensa da PF. O perfil @agenciapf, na verdade, foi hackeado, explicou a assessoria. Mesmo assim, 55 minutos depois da mensagem falsa ter sido tuitada, ela ainda não havia sido apagada – o jogo entre Brasil e Chile já havia começado a essa altura.

A mensagem aparece um dia depois de um ruído sobre a segurança para o evento durante a abertura da Copa do Mundo. Uma informação publicada pelo jornal Folha de S. Paulo na sexta-feira, de que um atirador de elite teria pedido permissão para atirar numa pessoa armada que estava próximo à presidenta Dilma na tribuna reservada às autoridades no estádio da Itaquerão. A informação seria um falso alarmismo, segundo a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo, pois seriam necessários três etapas antes de um procedimento de alvejar um suspeito ser acionado.