Copa do Mundo 2014 | SELEÇÃO ESPANHOLA

Del Bosque: “É preciso jogar com ousadia”

O treinador anuncia “algumas mudanças” e convida a equipe a colocar-se à altura da valentia do Chile “e não apequenar-se”

Del Bosque, durante a coletiva de imprensa.alejandro ruesga

Vicente Del Bosque assegurou que a seleção enfrenta a partida contra o Chile “com realismo” e com base nisto, consciente de que “existe uma solução” que é ganhar duas partidas, assumiu que “na verdade estamos machucados, conscientes de que a responsabilidade é grande”. E ciente desta responsabilidade, convidou seus jogadores a mostrar amanhã contra a “Roja” sul-americana “ousadia para conseguir uma vitória que nos permite seguir em frente”. O técnico salmantino, que confessou ter definido a escalação titular, ainda que não tenha comunicado os jogadores, como de costume, sabe que os chilenos mantêm a “regularidade há quatro anos, que nas questões principais Sampaoli inclusive os melhorou”, motivo principal pelo qual ele fará mudanças no time titular em relação à equipe que jogou e sucumbiu contra a Holanda. “O conceito do nosso jogo não evoluiu e faremos algumas mudanças. Os 12 que não jogaram são excelentes e podem ter oportunidade”. Del Bosque qualificou o Chile como uma equipe “ativa, valente e ofensiva, que ataca com tudo mas que possuem algum ponto débil”.

E para derrotá-los, a única opção que resta para a Espanha seguir viva, Del Bosque convidou a jogar com “com ousadia, devemos nos colocar à altura do Chile e não nos apequenarmos contra uma equipe valente, agressiva. Conhecedores do futebol como somos, precisamos ter nossa identidade, e não perdê-la; Mesclar opções que possam prejudicá-los. Não apenas jogando nosso futebol, mas também com questões menos habituais ao nosso estilo, que possam lhes causar dano”. Seus ouvidos doem com a possibilidade de golear o Chile. “Da minha boca não sairá buscar uma goleada, vamos tentar ganhar a partida, ser melhores que eles mas em nenhum momento golear está dentro de nossa vista, apenas buscamos o melhor resultado possível, que não é outro senão ganhar”. Isto poderia gerar certa ansiedade ao grupo mas Del Bosque não acha que seja um mal por mais que o considere “um termo perigoso”. “Com ansiedade se obtém um bom rendimento se ela está controlada. O ruim é pensar que não estamos nervosos, que não acontecerá nada se perdermos; é bom ter um pouco de ansiedade”, disse antes de ir para o treinamento, deixando outra frase: “Temos uma oportunidade e vamos aproveitá-la”.

Também se ouviram vozes do elenco nesta linha: “Sinto que estamos preparados para ganhar, o que ocorreu deve ficar para trás, temos duas finais e devemos dar o melhor de cada um. Não podemos pensar em outra coisa. Temos plantel para conseguir e isto me dá total confiança. Perante situações limite devemos dar o melhor de cada um. O único objetivo é chegar à terceira partida com opções”, disse Iniesta.

Arquivado Em: