Rebeca Grynspan será a nova secretária geral ibero-americana

A política costarriquense era a única candidata para substituir Enrique Iglesias à frente da Segib

Rebeca Grynspan, nova responsável pela Secretaria Geneal Iberoamiercana.
Rebeca Grynspan, nova responsável pela Secretaria Geneal Iberoamiercana.Cristobal Manuel

A política e economista costarriquense Rebeca Grynspan, de 58 anos, será eleita na segunda-feira a secretária geral ibero-americana, em substituição do hispano-uruguaio Enrique Iglesias, segundo confirmaram fontes diplomáticas.

A nomeação da nova responsável pela comunidade que agrupa 22 países da América Latina e a Península Ibérica será feita no México, que tem a presidência rotativa ibero-americana, em uma reunião de embaixadores, em representação dos chanceleres.

Grynspan era a única candidata para substituir Iglesias, que dirigiu a Secretaria Geral Ibero-americana (Segib) desde sua criação, em 2005. Mas o veto da Nicarágua impediu que a mudança fosse feita na cúpula do Panamá, em outubro, já que a decisão deve ser adotada por consenso.

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, mostrou receio com o nome de Grynspan pelo litígio fronteiriço que seu país mantém com a Costa Rica. No entanto, Ortega levantou seu veto depois da reunião que teve no último dia 12 com Iglesias e a vice-chanceler mexicana Vanesa Loiro, além da própria Grynspan.

Está previsto que a política costarriquense se incorpore em março à sede da Segib em Madri, depois de deixar seu cargo como vice-secretária geral da ONU e administradora associada do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) que ocupa desde 2010. Anteriormente foi a segunda vice-presidenta da Costa Rica na Administração de José María Figueres Olsen (1994-1998) e ministra da Casa Civil, Coordenadora da Área Econômica e Coordenadora do Setor Social.

Grynspan estreará como secretária geral na cupula de Veracruz (México), no próximo dezembro, que será a última anual, porque a partir de agora serão organizadas a cada dois anos.

Arquivado Em: