Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Treinar só nos fins de semana é tão saudável quanto malhar diariamente

Um estudo dá razão aos que, por falta de tempo ou por preguiça, limitam seu treino aos sábados e domingos

Não os chame de domingueiros: chame-os de sábios. Acontece que aqueles que limitam sua atividade física aos fins de semana (só então saem para correr, andar de bicicleta, ou quando jogam uma pelada com os amigos) obtêm da prática de esportes os mesmos benefícios que aqueles que malham diariamente.

É a conclusão de um estudo publicado na segunda-feira pela revista JAMA Internal Medicine, realizado por um grupo de pesquisadores britânicos. O exercício dos weekend warriors (ou “guerreiros do fim de semana”, como são conhecidos no mundo anglo-saxão) “pode ser suficiente para reduzir o risco de mortalidade por todas as causas, incluindo doenças cardiovasculares e câncer, independentemente da adesão aos padrões vigentes de atividade física”, conclui o estudo.

Os pesquisadores monitoraram os dados de 63.591 homens e mulheres de meia-idade durante 18 anos (entre 1994 e 2012), que foram agrupados de acordo com a programação de atividade física semanal. Os resultados apontaram que os homens e mulheres que se exercitavam tinham uma probabilidade 29% menor de morrer prematuramente do que aqueles que nunca treinavam; ao mesmo tempo, entre aqueles que seguiam os padrões recomendados de 150 minutos de atividade moderada por semana, divididos em cinco sessões de 30 minutos, as chances eram 30% menores, apenas um ponto percentual a mais.

Os benefícios do treino ao estilo dos weekend warriors já haviam sido destacados em um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard (EUA) em 2004, mas só em comparação com aqueles que levam uma vida sedentária. Dois anos depois, um estudo realizado pela Universidade de Saarland (Alemanha) revelou que aqueles que realizam um treinamento vigoroso nos fins de semana estavam tão em forma, depois de três meses, quanto aqueles que praticavam exercícios moderados cinco vezes por semana.

Agora, esta ampla amostra é uma injeção de ânimo para aqueles que, por falta de tempo ou vontade, concentram suas atividades físicas em apenas dois dias. “A redução dos riscos foi semelhante entre os weekend warriors e os regularmente ativos”, disse o médico Gary O’Donovan, da Universidade de Loughborough, em entrevista ao The New York Times.

MAIS INFORMAÇÕES