Coluna
i

A estética valente

As ruas pintadas ou as praias encovadas são atos de valentia contra o poder que controla o espaço público

Ativistas colocam cruzes na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para denunciar a má gestão do Governo brasileiro durante a pandemia do novo coronavírus.
Ativistas colocam cruzes na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para denunciar a má gestão do Governo brasileiro durante a pandemia do novo coronavírus.Antonio Lacerda / Efe

A palavra mais parece jargão de juristas ou teólogos: parrésia. Michel Foucault a recuperou para descrever o sentido da “palavra verdadeira”, a ousadia dos que falam para desafiar os poderes instituídos. É a coragem da verdade. Há risco para quem assume o dever da verdade em regimes autoritários, pois falar é arriscar-se. Os atos de fala verdadeiros são também atos estéticos, como o mural “Black Lives Matter” pelas ruas da cidade de Martinez, na Califórnia, ou as cruzes p...

Mais informações