O Tribunal da ONU freia a caça de baleias com fins científicos pelo Japão

A Austrália denunciou Tóquio, em 2010, por encobrir a captura para sua venda comercial e consumo humano A sentença é vinculante e servirá para regular a caça de cetáceos no Antártico Japão poderá seguir fazendo no Pacífico norte