Seleccione Edição
Login
Incêndio no hospital Badim Rio de Janeiro
REUTERS

Incêndio no hospital Badim, no Rio de Janeiro, deixa mortos e feridos

7 fotos

Fogo no Hospital Badim, na zona norte do Rio, foi controlado. Pacientes foram transferidos

  • Enfermeiras retiram material hospitalar em chamas, na zona norte do Rio de Janeiro. A unidade pegou fogo no final da tarde desta quinta-feira. Após o incêndio ter sido controlado, a maior preocupação foi com a remoção dos pacientes graves, que não puderam ser retirados de imediato, pois estavam em Centros de Tratamento Intensivo (CTIs).
    1Enfermeiras retiram material hospitalar em chamas, na zona norte do Rio de Janeiro. A unidade pegou fogo no final da tarde desta quinta-feira. Após o incêndio ter sido controlado, a maior preocupação foi com a remoção dos pacientes graves, que não puderam ser retirados de imediato, pois estavam em Centros de Tratamento Intensivo (CTIs). AP
  • A assessoria da Rede d’Or, a qual o hospital Badim é associado, confirmou que um paciente em estado grave morreu após deixar o prédio atingido pelo incêndio, devido à inalação de fumaça tóxica, de acordo com a Agência Brasil. O vice-governador do Rio, Claudio Castro, confirmou a morte.
    2A assessoria da Rede d’Or, a qual o hospital Badim é associado, confirmou que um paciente em estado grave morreu após deixar o prédio atingido pelo incêndio, devido à inalação de fumaça tóxica, de acordo com a Agência Brasil. O vice-governador do Rio, Claudio Castro, confirmou a morte. REUTERS
  • O incêndio foi causado por um curto circuito em um gerador no subsolo do prédio mais antigo do complexo hospitalar. O complexo tem 128 leitos e 60 médicos, mas não se sabe quantas pessoas estavam no local na hora do fogo, de acordo com a 'Folha'.
    3O incêndio foi causado por um curto circuito em um gerador no subsolo do prédio mais antigo do complexo hospitalar. O complexo tem 128 leitos e 60 médicos, mas não se sabe quantas pessoas estavam no local na hora do fogo, de acordo com a 'Folha'. REUTERS
  • A técnica de enfermagem Andreia de Oliveira estava em casa de licença, pois havia sepultado a mãe no dia anterior, mas não teve dúvida em ir correndo para o hospital e ajudar no atendimento aos pacientes, relatou a Agência Brasil.
    4A técnica de enfermagem Andreia de Oliveira estava em casa de licença, pois havia sepultado a mãe no dia anterior, mas não teve dúvida em ir correndo para o hospital e ajudar no atendimento aos pacientes, relatou a Agência Brasil. EFE
  • Funcionária carrega material hospitalar na unidade que pegou fogo.
    5Funcionária carrega material hospitalar na unidade que pegou fogo. REUTERS
  • Paciente é retirado de hospital incendiado no Rio.
    6Paciente é retirado de hospital incendiado no Rio. AP
  • Com colchões no chão, pacientes foram atendidos nas ruas próximas.
    7Com colchões no chão, pacientes foram atendidos nas ruas próximas. AP