Estações do Ano

Equinócio de outono: o hemisfério sul muda de estação

Metade sul do planeta abandona o verão nesta quarta-feira. Chega a estação em que as árvores se tingem de vermelho em algumas regiões

Outono no monte Fitz Roy na Patagônia, Argentina.
Outono no monte Fitz Roy na Patagônia, Argentina.Getty Images

O verão terminou na metade sul do planeta. Neta quarta-feira, 20 de março, às 13h15 (horário de Brasília), começou oficialmente o outono, enquanto na outra metade do planeta é o momento das boas-vindas à primavera. Com a mudança outonal, em algumas regiões as folhas das árvores se tingem de uma cor avermelhada e pouco a pouco as folhas velhas vão caindo.

O equinócio — do latim aequinoctium, que significa noite igual­ — é o instante preciso em que a duração do dia e da noite praticamente coincidem em qualquer ponto da Terra. Durante o outono, o dia e a noite duram o mesmo, mas, com o passar dos dias, as horas de luz irão diminuir gradativamente.

MAIS INFORMAÇÕES

O equinócio é o momento do ano em que o sol se situa no plano do equador terrestre, onde alcança o zênite. O paralelo de declinação do sol e o equador celeste coincidem nesse dia, o que implica que o período diurno tenha a mesma duração do noturno, segundo o Observatório Astronômico de Córdoba (Argentina). Este instante no qual o eixo da Terra é perpendicular aos raios do sol só ocorre duas vezes por ano: em março e em setembro.

As datas do equinócio variam de ano para ano por causa do modo como a duração da órbita da Terra ao redor do Sol (conhecida como ano trópico) se encaixa na sequência de anos bissextos do calendário. Durante o século XXI, o equinócio de outono vai ocorrer no máximo em três datas distintas do calendário: os dias 19, 20 e 21 de março. O início mais cedo será no ano 2096, e o mais tardio ocorreu em 2003, segundo dados do Centro Nacional de Informação Geográfica da Espanha. A duração do ano calendário não coincide de modo exato com o tempo que a Terra leva para orbitar o sol.

Arquivado Em: