Roubada em Paris obra de Banksy pintada em porta do Bataclan

Grafite do artista urbano, feito em homenagem às vítimas dos atentados jihadistas de 2015, foi levado pelos ladrões em uma caminhonete na noite de sexta-feira

Um homem passa, em julho, diante da saída de emergência do Bataclan com a obra de Banksy.
Um homem passa, em julho, diante da saída de emergência do Bataclan com a obra de Banksy.THOMAS SAMSON (AFP)

Uma obra de Banksy que homenageava as vítimas dos ataques terroristas de 2015 em Paris foi roubada na noite da sexta-feira para sábado da casa de shows Bataclan. A pintura estava em uma de suas portas. “Estamos desolados e muito indignados hoje”, informou o Bataclan através do Twitter. “O trabalho de Banksy, um símbolo da memória que pertencia a todos nós, aos parisienses e aos cidadãos do mundo, foi roubado”, acrescentou. “A essência da arte urbana é dar vida a uma obra de arte em um ambiente específico e estamos convencidos de que essa obra só tinha sentido nesse lugar. É por esse motivo que tínhamos desejado deixá-la livre, na rua, acessível a todos.”

MAIS INFORMAÇÕES

A obra, que mostrava uma mulher cabisbaixa com semblante triste, estava pintada em uma das saídas de emergência da sala, pela qual muitas pessoas escaparam do ataque lançado por terroristas do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que entraram no local e atiraram indiscriminadamente contra o público. O grafite foi retirado pelos ladrões em uma caminhonete. 

Os ataques desfechados em 13 de novembro de 2015 por membros do Estado Islâmico deixaram 130 mortos, a maioria dentro do Bataclan. Os demais foram mortos em vários cafés do leste da capital, assim como nas proximidades do Stade de France. Banksy publicou uma foto da obra em sua conta no Instagram em junho, confirmando sua autoria.