_
_
_
_

As mudanças do mapa brasileiro do voto em 16 anos

Partido mantém sua influência nas regiões Norte e Nordeste desde 2006, mas perdeu força em Estados como MG e RJ de 2014 para 2018

Tu suscripción se está usando en otro dispositivo

¿Quieres añadir otro usuario a tu suscripción?

Si continúas leyendo en este dispositivo, no se podrá leer en el otro.

¿Por qué estás viendo esto?

Flecha

Tu suscripción se está usando en otro dispositivo y solo puedes acceder a EL PAÍS desde un dispositivo a la vez.

Si quieres compartir tu cuenta, cambia tu suscripción a la modalidad Premium, así podrás añadir otro usuario. Cada uno accederá con su propia cuenta de email, lo que os permitirá personalizar vuestra experiencia en EL PAÍS.

En el caso de no saber quién está usando tu cuenta, te recomendamos cambiar tu contraseña aquí.

Si decides continuar compartiendo tu cuenta, este mensaje se mostrará en tu dispositivo y en el de la otra persona que está usando tu cuenta de forma indefinida, afectando a tu experiencia de lectura. Puedes consultar aquí los términos y condiciones de la suscripción digital.

O Brasil terá um segundo turno nas eleições presidenciais de 2018. Com 99% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro (PSL) tinha 46,04% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT) com 29,26%. Os dois seguem na corrida. Em terceiro lugar ficou Ciro Gomes (PDT), com 12,47%.

Uma primeira análise mostra que a divisão geográfica dos votos apresentou semelhança com o que aconteceu nas eleições de 2006, 2010 e 2014. O candidato do PT foi melhor no Nordeste e em boa parte da região Norte. Nas outras regiões, Jair Bolsonaro prevaleceu. Em comparação com o mapa de 2014, é possível ver como o candidato petista perdeu força em estados como Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Minas Gerais. Ou seja, a candidatura petista, quando comparada com a de 2014, viu sua área de influência diminuir. Em sentido inverso, a candidatura de oposição ao PT viu sua base de apoio se expandir.

Esta matéria foi originalmente publicada no Observatório das Eleições

Mapa das eleições por município em 2006 (à esq.) e em 2010 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2006 (à esq.) e em 2010 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2014 (à esq.) e em 2018 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2014 (à esq.) e em 2018 (à dir.)

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_