Eleições 2018

As mudanças do mapa brasileiro do voto em 16 anos

Partido mantém sua influência nas regiões Norte e Nordeste desde 2006, mas perdeu força em Estados como MG e RJ de 2014 para 2018

O Brasil terá um segundo turno nas eleições presidenciais de 2018. Com 99% das urnas apuradas, Jair Bolsonaro (PSL) tinha 46,04% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT) com 29,26%. Os dois seguem na corrida. Em terceiro lugar ficou Ciro Gomes (PDT), com 12,47%.

Uma primeira análise mostra que a divisão geográfica dos votos apresentou semelhança com o que aconteceu nas eleições de 2006, 2010 e 2014. O candidato do PT foi melhor no Nordeste e em boa parte da região Norte. Nas outras regiões, Jair Bolsonaro prevaleceu. Em comparação com o mapa de 2014, é possível ver como o candidato petista perdeu força em estados como Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Minas Gerais. Ou seja, a candidatura petista, quando comparada com a de 2014, viu sua área de influência diminuir. Em sentido inverso, a candidatura de oposição ao PT viu sua base de apoio se expandir.

Esta matéria foi originalmente publicada no Observatório das Eleições

Mapa das eleições por município em 2006 (à esq.) e em 2010 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2006 (à esq.) e em 2010 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2014 (à esq.) e em 2018 (à dir.)
Mapa das eleições por município em 2014 (à esq.) e em 2018 (à dir.)