Seleccione Edição
Login

O Rio se entrega à folia

A cidade abre seu Carnaval com 437 blocos oficiais até quarta-feira de cinzas. Os cariocas esperam cerca e 1,5 milhão de turistas

  • O crescimento do carnaval de rua vem mudando o foco da festa no Rio. Com cerca de 600 blocos entre oficiais e extra-oficiais – uma década atrás eram em torno de 300 – milhões de foliões tomam as ruas. O efeito já se percebe no sambódromo: após dois anos consecutivos em que os ingressos se esgotaram, a Liga Independente das Escolas de Samba prevê que deixará de vender 10% dos ingressos neste ano e 8.000 assentos ficarão vazios. Na foto, o bloco das Carmelitas desfila em Santa Teresa.
    1O crescimento do carnaval de rua vem mudando o foco da festa no Rio. Com cerca de 600 blocos entre oficiais e extra-oficiais – uma década atrás eram em torno de 300 – milhões de foliões tomam as ruas. O efeito já se percebe no sambódromo: após dois anos consecutivos em que os ingressos se esgotaram, a Liga Independente das Escolas de Samba prevê que deixará de vender 10% dos ingressos neste ano e 8.000 assentos ficarão vazios. Na foto, o bloco das Carmelitas desfila em Santa Teresa. AFP
  • Nesta sexta-feira, o tradicional bloco das Carmelitas tomou as colinas do bairro de Santa Teresa. O Rio conta com 437 blocos de rua oficiais, além dos que saem fora da agenda e controle da Prefeitura. O Carnaval de rua é cada vez mais valorizado pelos turistas que apostam numa viagem low-cost.
    2Nesta sexta-feira, o tradicional bloco das Carmelitas tomou as colinas do bairro de Santa Teresa. O Rio conta com 437 blocos de rua oficiais, além dos que saem fora da agenda e controle da Prefeitura. O Carnaval de rua é cada vez mais valorizado pelos turistas que apostam numa viagem low-cost. REUTERS
  • A campanha "Não é não" contra o assédio virou uma febre neste Carnaval. Cinco amigas idealizaram a iniciativa para conscientizar homens e mulheres e colam tatuagens temporárias nos foliões dos blocos. No último Carnaval do Rio, uma mulher foi agredida a cada quatro minutos, segundo dados da Polícia Militar.
    3A campanha "Não é não" contra o assédio virou uma febre neste Carnaval. Cinco amigas idealizaram a iniciativa para conscientizar homens e mulheres e colam tatuagens temporárias nos foliões dos blocos. No último Carnaval do Rio, uma mulher foi agredida a cada quatro minutos, segundo dados da Polícia Militar. AFP
  • O prefeito Marcelo Crivella resistiu, mas acabou entregando as chaves da cidade ao Rei Momo no evento tradicional que marca o início do Carnaval. Após a cerimônia o ex-bispo evangélico alertou que não iria participar mais da festa nem dos desfiles: "Já estou fazendo a minha parte. Minha parte se encerra por aqui. Os foliões e cariocas que vão desfilar e fazer grande sucesso estarão agora no palco".
    4O prefeito Marcelo Crivella resistiu, mas acabou entregando as chaves da cidade ao Rei Momo no evento tradicional que marca o início do Carnaval. Após a cerimônia o ex-bispo evangélico alertou que não iria participar mais da festa nem dos desfiles: "Já estou fazendo a minha parte. Minha parte se encerra por aqui. Os foliões e cariocas que vão desfilar e fazer grande sucesso estarão agora no palco". AP
  • O prefeito Marcello Crivella é um dos principais alvos deste Carnaval, acusado por parte dos cariocas de privilegiar seus valores evangélicos frente à grande festa da cidade. Na foto, o prefeito aparece representado como um demônio no bloco Loucura Suburbana, que reuniu na quinta-feira funcionários, pacientes psiquiátricos e familiares do Instituto Municipal Nise da Silveira.
    5O prefeito Marcello Crivella é um dos principais alvos deste Carnaval, acusado por parte dos cariocas de privilegiar seus valores evangélicos frente à grande festa da cidade. Na foto, o prefeito aparece representado como um demônio no bloco Loucura Suburbana, que reuniu na quinta-feira funcionários, pacientes psiquiátricos e familiares do Instituto Municipal Nise da Silveira. AP
  • O sambódromo recebeu nesta sexta-feira os primeiros desfiles das escolas da série A. A Marquês de Sapucaí terá programação até o próximo sábado, quando as seis melhores escolas de samba voltarão para o desfile das campeãs.
    6O sambódromo recebeu nesta sexta-feira os primeiros desfiles das escolas da série A. A Marquês de Sapucaí terá programação até o próximo sábado, quando as seis melhores escolas de samba voltarão para o desfile das campeãs. EFE
  • O Carnaval deste ano no Rio será lembrado pela onda de violência que antecedeu a festa mais importante da cidade. Enquanto milhares de pessoas curtiam o pré-carnaval, as operações policiais se sucediam nas comunidades mais pobres. Numa ação no complexo de favelas da Maré, na terça, o menino de 13 anos Jeremias Moraes da Silva foi morto enquanto jogava futebol. Na foto, um garoto veste uma camisa com a imagem do jovem assassinado durante o enterro.
    7O Carnaval deste ano no Rio será lembrado pela onda de violência que antecedeu a festa mais importante da cidade. Enquanto milhares de pessoas curtiam o pré-carnaval, as operações policiais se sucediam nas comunidades mais pobres. Numa ação no complexo de favelas da Maré, na terça, o menino de 13 anos Jeremias Moraes da Silva foi morto enquanto jogava futebol. Na foto, um garoto veste uma camisa com a imagem do jovem assassinado durante o enterro. AP
  • O Cordão da Bola Preta, bloco mais antigo e popular da cidade, tomou as ruas do Rio de Janeiro neste sábado. Ele completa 100 anos neste Carnaval.
    8O Cordão da Bola Preta, bloco mais antigo e popular da cidade, tomou as ruas do Rio de Janeiro neste sábado. Ele completa 100 anos neste Carnaval. EFE
  • A folia já rola há mais de uma semana no Rio. O cachorro da foto saiu no Blocão no último domingo.
    9A folia já rola há mais de uma semana no Rio. O cachorro da foto saiu no Blocão no último domingo. EFE
  • Ao menos um milhão de pessoas participaram da festa deste sábado no Cordão da Bola Preta, que começou com a reunião de 80 amigos.
    10Ao menos um milhão de pessoas participaram da festa deste sábado no Cordão da Bola Preta, que começou com a reunião de 80 amigos. EFE

MAIS INFORMAÇÕES