Seleccione Edição
Login

Yerri Mina: “Fiquei todo arrepiado quando Messi se aproximou de mim”

Zagueiro colombiano diz que “pulou da cama” quando lhe disseram que já era jogador do Barça

yerry mina Ampliar foto
Yerry Mina, no Camp Nou. AFP

Depois de assinar, ao lado do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, seu contrato até junho de 2023 com o clube catalão, Yerri Mina (Guachené, Colômbia; 23 anos) entrou no estádio do Camp Nou com o uniforme do time. Até ali, tudo ocorria de modo bastante formal. Mas, antes de pisar pela primeira vez no gramado de sua nova casa, Mina, ex-Palmeiras, tirou as chuteiras e as meias. Motivo? Um versículo do antigo testamento: “Todo lugar onde a planta do teu pé pisar será teu”. O zagueiro central colombiano concluiu sua explicação: “Minha mãe é muito ligada em Deus, eu também. É uma coisa que faço sozinho em minha casa. Quero sentir o campo”, disse.

Yerri Mina contou que se sentia tranquilo apesar da demora para que sua contratação pelo Barcelona se concluísse. No entanto, quando seu tio e representante, Yair, avisou-lhe que ela já era jogador do clube catalão, ele pôs para fora toda a tensão acumulada. “Ele me disse para fazer as malas, mas eu já as tinha preparado. Pulei da cama de tanta felicidade. Meu pai, minha mãe, minha namorada, todos ficaram arrepiados”, disse o central, de 1,95m, primeiro colombiano a jogar pelo Barcelona. Neste sábado, 8.552 torcedores fizeram a recepção a Mina. Logicamente, não faltaram bandeiras de seu país de origem. “É uma coisa histórica, um colombiano no Barcelona”, destacou um torcedor colombiano.

Mina, que já foi apresentado a Lionel Messi –“É o melhor do mundo, fiquei surpreso com a sua humildade. Fiquei todo arrepiado quando ele se aproximou de mim”, contou Mina sobre o camisa 10 —, está ansioso para começar a trabalhar com seus novos companheiros. “Estou bastante tranquilo. Como qualquer jogador, você pode ficar um pouco nervoso, mas eu agora só quero ir treinar”, disse o central, que costumava comemorar seus gols dançando. Um ritual que ainda não sabe se repetirá no Camp Nou. “Tentarei controlar a adrenalina e me adaptarei ao que o grupo me disser”, declarou.

Yerri Mina, descalço, em seu primeiro dia no Camp Nou. ampliar foto
Yerri Mina, descalço, em seu primeiro dia no Camp Nou. Getty Images

“Sempre acompanhei grandes volantes e grandes zagueiros, como Piqué, Mascherano... Gosto de Umtiti também, Vermaelen. Para mim, é muito gratificante estar aqui com eles. O Barcelona é um grande clube e se percebe isso pelo ambiente que existe. Quero avançar aos poucos, conhecendo tudo e aprendendo com meus companheiros”, concluiu Mina, cuja cláusula de rescisão contratual é de 100 milhões de euros.

MAIS INFORMAÇÕES