Nobel de Economia

Richard H. Thaler, Prêmio Nobel de Economia 2017

Norte-americano, de 72 anos, foi reconhecido por seu estudo da economia comportamental

Richard H. Thaler, Prêmio Nobel de Economia de 2017.
Richard H. Thaler, Prêmio Nobel de Economia de 2017.Ralf-Finn Hestoft (Getty Images)

O norte-americano Richard H. Thaler, de 72 anos, foi agraciado nesta segunda-feira com o Prêmio Nobel de Economia, denominado oficialmente Prêmio Memorial Nobel de Ciências Econômicas, instituído e financiado pelo Banco Nacional da Suécia. Thaler foi premiado por sua contribuição à economia do comportamento. Nascido em 1945 em Nova Jersey (EUA), ele leciona essa disciplina na Universidade de Chicago.

Entre os méritos mais destacados de Thaler se encontra o desenvolvimento da teoria da contabilidade mental, explicando como as pessoas simplificam decisões financeiras. “O premiado explorou como uma racionalidade limitada, as preferências sociais e a falta de autocontrole afetam tanto as decisões individuais quanto os resultados do mercado”, disse o comitê a Academia Sueca responsável pela premiação. “Em resumo, suas contribuições desenvolveram uma ponte entre a análise econômica e a psicológica na tomada de decisões individuais”.

O perfil do ganhador do Nobel de Economia é um dos mais fáceis de adivinhar: costuma ser um homem com mais de 55 anos, de nacionalidade norte-americana. Nos últimos 20 anos, três quartos dos agraciados se encaixavam nessa descrição.

Em 2016, a Academia sueca concedeu o Nobel de Economia a Oliver Hart e Bengt Holmström por suas contribuições à Teoria dos Contratos, que analisa como as contratações são elaboradas e quais são seus diversos efeitos, sobretudo no universo corporativo.

Arquivado Em: