José Mourinho

Procuradoria de Madri acusa Mourinho de sonegar 12 milhões de reais

Seção de Crimes Econômicos acusa o técnico de criar um esquema para ocultar ganhos com seus direitos de imagem

José Mourinho, técnico do Manchester United.
José Mourinho, técnico do Manchester United.CRISTÓBAL MANUEL

A Procuradoria Provincial de Madri apresentou uma denúncia contra o ex-técnico do Real Madrid, José Mario Mourinho dos Santos, por duas infrações contra a Receita Federal da Espanha relacionadas ao Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), supostamente cometidas entre 2011 e 2012. No total, o montante sonegado por Mourinho seria de cerca de 3,3 milhões de euros, equivalente a 12 milhões de reais (1,6 milhão de euros em 2011 e 1,7 milhão de euros em 2012).

MAIS INFORMAÇÕES

Segundo os promotores, o treinador usou uma estrutura societária fundada em uma data desconhecida, embora acreditem que seja anterior a 17 setembro de 2014, “com o objetivo de ocultar fisicamente os lucros de seus direitos de imagem”.

Mourinho assinou um contrato com o Real Madrid em 31 de março de 2010 e transferiu sua residência para Madri, tornando-se, assim, residente fiscal na Espanha. No entanto, apresentou suas declarações de renda de 2011 e 2012 sem declarar os ganhos decorrentes de seus direitos de imagem, algo que a procuradoria acredita ter tido o objetivo de “obtenção de um benefício ilícito”.

Em julho de 2014, a Receita Federal da Espanha já havia informado Mourinho que investigaria suas declarações de imposto de renda entre 2010 e 2012, e de não residente de 2013. Um ano depois, em julho de 2015, o técnico português assinou um documento de conformidade no qual reconhecia a ausência de parte dos ganhos com direitos de imagem e concordou com o pagamento de uma multa de 1,14 milhão de euros (4,2 milhões de reais no câmbio atual), segundo a Procuradoria do Governo Regional de Madri. No entanto, a Receita descobriu depois disso a estrutura societária e agora exige a devolução dos montantes não declarados nesse período.

Segundo a procuradoria, a empresa Kooper Services S.A. “foi criada pelo acusado a fim de ocultar seus direitos de imagem”. Mourinho detém 100% de tal empresa por meio da Kaitaia Trust, com sede na Nova Zelândia, da qual também é fundador e beneficiário juntamente com sua esposa e filhos.

Arquivado Em: