Correria no centro de Turim deixa mil feridos, oito em estado grave

Alarme falso provoca pânico no local onde estavam reunidos torcedores para ver a final da Champions

Uma torcedora da Juventus é retirada da Piazza San Carlos, no centro de Turim.
Uma torcedora da Juventus é retirada da Piazza San Carlos, no centro de Turim.MASSIMO PINCA (AFP)

Mais informações

Oito pessoas ficaram feridas gravemente e mil sofreram lesões leves no sábado como consequência de uma correria, provocada por um alarme falso que semeou o pânico em Turim, na Itália, onde estavam reunidos os torcedores da Juventus para ver a final da Liga dos Campeões.

A razão da confusão foi a queda de um corrimão de uma escada de acesso a um estacionamento subterrâneo, que causou feridas entre as pessoas que tentavam se afastar da região. Outras testemunhas apontam que cerca de dez minutos antes do final do jogo, houve uma explosão e os gritos de um torcedor sobre a possível presença de uma bomba provocaram correria e momentos de caos, segundo constataram jornalistas da AFP e as televisões italianas. 

O acidente ocorreu por volta das 22h15 locais, quando os torcedores tentaram escapar rapidamente e terminaram se chocando em massa contra as barreiras de contenção. As forças de segurança e os bombeiros foram de imediato à Praça San Carlo de Turim e devolveram a tranquilidade à zona, onde só permaneceram poucas dezenas de pessoas.

A grande maioria dos torcedores se afastaram da praça antes das 22h30 e apenas poucos ficaram até o final do encontro de Cardiff, em que o Real Madrid se impôs por 4 a 1 contra a Juventus e conquistou sua duodécima Copa da Europa.