Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

As reações após o segundo turno das eleições no Equador

Em algumas cidades do país houve surtos de violência depois do fechamento das urnas e da vitória de Lenín Moreno. O opositor, Guillermo Lasso, pede recontagem de votos

  • Simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência do Equador, Guillermo Lasso, protestam após o fechamento dos colégios eleitorais.
    1Simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência do Equador, Guillermo Lasso, protestam após o fechamento dos colégios eleitorais. REUTERS
  • Simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência do Equador, Guillermo Lasso, tentam chegar à sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito.
    2Simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência do Equador, Guillermo Lasso, tentam chegar à sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito. EFE
  • Partidário do candidato de centro-direita à presidência, Guillermo Lasso, diante da polícia, em Quito.
    3Partidário do candidato de centro-direita à presidência, Guillermo Lasso, diante da polícia, em Quito. EFE
  • Simpatizantes do candidato Guillermo Lasso gritam palavras de ordem perto da sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito.
    4Simpatizantes do candidato Guillermo Lasso gritam palavras de ordem perto da sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito. EFE
  • O candidato à presidência, Lenín Moreno, comemora os resultados em um hotel de Quito.
    5O candidato à presidência, Lenín Moreno, comemora os resultados em um hotel de Quito. REUTERS
  • Policiais equatorianos prendem simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência de Equador, Guillermo Lasso, em Quito.
    6Policiais equatorianos prendem simpatizantes do candidato de centro-direita à presidência de Equador, Guillermo Lasso, em Quito. EFE
  • Simpatizantes de Lenín Moreno esperam em frente a sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito.
    7Simpatizantes de Lenín Moreno esperam em frente a sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito. REUTERS
  • Partidários de Guillermo Lasso protestam durante as eleições em Quito.
    8Partidários de Guillermo Lasso protestam durante as eleições em Quito. REUTERS
  • O candidato à presidência, Guillermo Lasso, faz o sinal da vitória enquanto aguarda os resultados das eleições, em Guayaquil.
    9O candidato à presidência, Guillermo Lasso, faz o sinal da vitória enquanto aguarda os resultados das eleições, em Guayaquil. AP
  • Partidários de Guillermo Lasso se manifestam durante as eleições, em Quito.
    10Partidários de Guillermo Lasso se manifestam durante as eleições, em Quito. REUTERS
  • Partidária do candidato Guillermo Lasso, diante da polícia, em Quito.
    11Partidária do candidato Guillermo Lasso, diante da polícia, em Quito. REUTERS
  • Simpatizantes de Guillermo Lasso gritam palavras de ordem perto da sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito.
    12Simpatizantes de Guillermo Lasso gritam palavras de ordem perto da sede central do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em Quito. EFE
  • Cartaz em favor do candidato Lenín Moreno durante as eleições em Quito.
    13Cartaz em favor do candidato Lenín Moreno durante as eleições em Quito. AFP