Basquete

Brasileiro Fab Melo, ex-jogador da NBA, morre em casa aos 26 anos

Atleta, que jogou por uma curta temporada nos Celtics, Grizzlies e Mavericks, faleceu enquanto dormia

Fab Melo, com o número 13, quando jogava nos Celtics.
Fab Melo, com o número 13, quando jogava nos Celtics.JARED WICKERHAM (AFP)

Fab Melo, ex-jogador brasileiro da NBA, de 26 anos, foi encontrado morto no último sábado em sua casa em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais, segundo a polícia local. De acordo com a versão da mídia local, Melo, que jogou por uma curta temporada nos Celtics, de Boston, em 2013, sofreu um ataque cardíaco enquanto dormia, embora a informação não tenha sido confirmada pela família, que ainda não deu detalhes das causas da morte.

MAIS INFORMAÇÕES

Melo, que jogava no Brasília —que disputa o NBB (Novo Basquete Brasil)— vivia com duas irmãs e com a mãe, que o encontrou inconsciente e chamou os serviços de emergência. Quando a ambulância chegou à residência, o atleta já estava morto, e seu corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Juiz de Fora.

O pivô, de 2,13 metros, se destacou em 2012 no campeonato universitário como o melhor na defesa da conferência Big East, com a Universidade de Syracuse, um desempenho que o levou ao draft da NBA, onde foi contratado pelos Celtics.

No quinteto de Boston, o brasileiro teve poucas chances, jogou apenas seis partidas, e por isso acabou sendo emprestado para o Maine Red Claws da D-League (liga de desenvolvimento) da NBA. No entanto, conseguiu retornar à elite norte-americana com os Memphis Grizzlies e com os Dallas Mavericks, para então, novamente, voltar à liga de desenvolvimento, no Texas Legends.

Volta ao lar

Sem possibilidade de retornar à NBA, o jogador brasileiro continuou com os Caciques de Humacao, de Porto Rico, e também jogou no Paulistano, Liga Sorocabana e no Brasília, sua última equipe.

Em um comunicado, a NBA lamentou a morte de Melo, que passou por três de suas equipes, e expressou seu sentimento de solidariedade a “familiares, fãs e amigos”.

A polícia de Minas Gerais investiga a morte do atleta, embora, segundo os relatos, tudo indica que o falecimento foi por causas naturais.

Arquivado Em: