Alekséi Uliukáyev

Ministro russo é preso recebendo suborno de empresa petroleira

Aleksei Uliukayev teria cobrado 6,7 milhões de reais para ajudar a Rosneft, segundo o Kremlin

Alexei Uliukayev no Kremlin, em setembro de 2014. MAXIM SHEMETOV (AFP) (reuters_live)

Mais informações

O ministro russo de Desenvolvimento Econômico, Aleksei Uliukayev, foi detido em flagrante na madrugada desta terça-feira ao receber um suposto suborno equivalente a 6,67 milhões de reais da mais importante empresa petroleira do seu país, a Rosneft. Segundo Svetlana Petrenko, porta-voz do Comitê de Investigação do Governo russo, Uliukayev estava sendo recompensando por ajudar a Rosneft com um parecer positivo do seu ministério sobre a compra de 50% das ações da também estatal Bashneft.

O comitê investigativo já abriu uma ação penal contra Uliukayev por extorsão e por aceitar subornos em grande escala. Pelo código penal russo, o agora ex-ministro pode ser condenado a até 15 anos de prisão e multa equivalente a 687,5 milhões de reais.

O ministro passou mais de um ano sob vigilância, segundo uma fonte da agência de notícias russa Ria-Novosti. Dmistri Peskov, porta-voz do Kremlin, informou que o presidente Vladimir Putin sabia desde o começo sobre a investigação contra Uliukayev, que assumiu o cargo de ministro em 2013, depois de ser vice-presidente do Banco Central e vice-ministro de Finanças. “São acusações muito sérias e devem ser investigadas escrupulosamente. Em todo caso, a decisão final só pode ser tomada pelo tribunal”, acrescentou Peskov.

Putin já falou do caso com o primeiro-ministro Dmitri Medvedev, que defendeu uma “investigação muito minuciosa”. “O primeiro-ministro está informado da detenção de Uliukayev”, relatou o gabinete de Medvedev, acrescentando que ele discutiu o tema diretamente com Putin, segundo informa a agência de notícias Sputnik.

Mikhail Leontiev, porta-voz da estatal Rosneft, comentou que a compra das ações do Bashneft aconteceu de forma legal e que não há motivo para que a aquisição seja revista. “A transação foi brilhante, 26% superior ao mercado. Vocês ainda têm perguntas? Como ela poderia ser avaliada de outra maneira? Em que ela pode afetar? São problemas pessoais do senhor Uliukayev. A privatização não pode ser cancelada porque um tal de Uliukayev exigia subornos”, disse Leontiev em entrevista à rádio Kommersant FM.

Petrenko, do Comitê de Investigação, confirmou que a privatização não será revogada. “A venda das ações da Bashneft foi realizada conforme a lei e não é alvo de investigação”. A maioria dos especialistas discute neste momento não tanto o suposto crime de corrupção cometido pelo ministro, e sim como sua detenção pode influir no futuro do Governo, que, na opinião deles, poderá sofrer mudanças importantes.

“É um duro golpe à reputação do gabinete de ministros em geral… A pressão sobre o Governo, obviamente, cresce. E embora o Ministério de Desenvolvimento Econômico não fosse um órgão chave no Executivo, e apesar de a Bashneft não ser a principal companhia no mercado petroleiro, a escala dos fatos ao redor dessas estruturas é muito mais poderosa do que a escala das próprias estruturas”, disse o presidente da Fundação Política de São Petersburgo, Mikhail Vinogradov.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete
O mais visto em ...Top 50