Alekséi Uliukáyev

Ministro russo é preso recebendo suborno de empresa petroleira

Aleksei Uliukayev teria cobrado 6,7 milhões de reais para ajudar a Rosneft, segundo o Kremlin

Alexei Uliukayev no Kremlin, em setembro de 2014.MAXIM SHEMETOV (AFP)

MAIS INFORMAÇÕES

O ministro russo de Desenvolvimento Econômico, Aleksei Uliukayev, foi detido em flagrante na madrugada desta terça-feira ao receber um suposto suborno equivalente a 6,67 milhões de reais da mais importante empresa petroleira do seu país, a Rosneft. Segundo Svetlana Petrenko, porta-voz do Comitê de Investigação do Governo russo, Uliukayev estava sendo recompensando por ajudar a Rosneft com um parecer positivo do seu ministério sobre a compra de 50% das ações da também estatal Bashneft.

O comitê investigativo já abriu uma ação penal contra Uliukayev por extorsão e por aceitar subornos em grande escala. Pelo código penal russo, o agora ex-ministro pode ser condenado a até 15 anos de prisão e multa equivalente a 687,5 milhões de reais.

O ministro passou mais de um ano sob vigilância, segundo uma fonte da agência de notícias russa Ria-Novosti. Dmistri Peskov, porta-voz do Kremlin, informou que o presidente Vladimir Putin sabia desde o começo sobre a investigação contra Uliukayev, que assumiu o cargo de ministro em 2013, depois de ser vice-presidente do Banco Central e vice-ministro de Finanças. “São acusações muito sérias e devem ser investigadas escrupulosamente. Em todo caso, a decisão final só pode ser tomada pelo tribunal”, acrescentou Peskov.

Putin já falou do caso com o primeiro-ministro Dmitri Medvedev, que defendeu uma “investigação muito minuciosa”. “O primeiro-ministro está informado da detenção de Uliukayev”, relatou o gabinete de Medvedev, acrescentando que ele discutiu o tema diretamente com Putin, segundo informa a agência de notícias Sputnik.

Mikhail Leontiev, porta-voz da estatal Rosneft, comentou que a compra das ações do Bashneft aconteceu de forma legal e que não há motivo para que a aquisição seja revista. “A transação foi brilhante, 26% superior ao mercado. Vocês ainda têm perguntas? Como ela poderia ser avaliada de outra maneira? Em que ela pode afetar? São problemas pessoais do senhor Uliukayev. A privatização não pode ser cancelada porque um tal de Uliukayev exigia subornos”, disse Leontiev em entrevista à rádio Kommersant FM.

Petrenko, do Comitê de Investigação, confirmou que a privatização não será revogada. “A venda das ações da Bashneft foi realizada conforme a lei e não é alvo de investigação”. A maioria dos especialistas discute neste momento não tanto o suposto crime de corrupção cometido pelo ministro, e sim como sua detenção pode influir no futuro do Governo, que, na opinião deles, poderá sofrer mudanças importantes.

“É um duro golpe à reputação do gabinete de ministros em geral… A pressão sobre o Governo, obviamente, cresce. E embora o Ministério de Desenvolvimento Econômico não fosse um órgão chave no Executivo, e apesar de a Bashneft não ser a principal companhia no mercado petroleiro, a escala dos fatos ao redor dessas estruturas é muito mais poderosa do que a escala das próprias estruturas”, disse o presidente da Fundação Política de São Petersburgo, Mikhail Vinogradov.

Arquivado Em: