Seleccione Edição
Login

Apple Watch Nike+ será vendido a partir de 28 de outubro

O relógio esportivo chega a Brasil, México, Colômbia, Porto Rico e Espanha

No centro, o Apple Watch Nike+.
No centro, o Apple Watch Nike+.

O relógio esportivo mais esperado já tem data de lançamento. Resultado da parceria entre a Apple e a Nike, o relógio será lançado nesta sexta-feira. O Apple Watch Nike+ chega um mês depois da segunda edição do relógio da empresa de Cupertino, mas isso acontecerá simultaneamente em todos os mercados em que atua. Isso inclui Brasil, México, e Porto Rico: um aceno para o mundo latino, que normalmente espera mais tempo pelas novidades.

O relógio será vendido por 2.999 reais na versão com caixa de 38 milímetros e por 3.149, na versão de 42 milímetros. A Apple apresentou-o como o companheiro perfeito para os fãs de corrida. Tanto as pulseiras intercambiáveis como o mostrador foram concebidos para os entusiastas do esporte. A principal diferença em relação ao relógio habitual é que este tem esferas inspiradas pela Nike e um aplicativo exclusivo, o Nike+ Run Club, que inclui mensagens motivacionais para o usuário, conselhos de treinadores profissionais e de atletas campeões, assim como planos que se adaptam à agenda. As pulseiras desse relógio, em linha com a exclusividade que as duas marcas representam, não serão vendidas separadamente. Essa sensação se acentua com a sessão de configuração oferecida àqueles que o comprarem nas lojas para aprender a usá-lo e tirar melhor partido.

O lançamento será feito em conjunto pela empresa da maçã e o gigante esportivo do Oregon. “Correr é uma das atividades mais populares em todo o mundo para estar em forma e com o Apple Watch Nike+ os corredores estão ainda mais motivados para alcançar seus objetivos de desempenho”, observa Jeff Williams, vice-presidente sênior de operações da Apple. “A Apple e a Nike compartilham a paixão tornar a vida mais fácil e divertida, e estamos entusiasmados em oferecer esta magnífica experiência de corrida aos clientes de todo o mundo”, orgulha-se Trevor Edwards, presidente da Nike.

O relógio, como o Series 2, é à prova d’água e tem melhor rendimento da bateria. Seus fabricantes acreditam que fará concorrência a modelos mais conhecidos da Polar e da Garmin, líderes do setor, graças ao GPS integrado, que permite sair para correr sem levar o telefone celular, a possibilidade de contar com música, molhá-lo e, acima de tudo, os seus programas de acompanhamento e de interface de usuário para consultar a evolução em tempo real.

O Apple Watch Nike+.
O Apple Watch Nike+.

O relógio sai em quatro combinações de cores, com nomes peculiares ao estilo da Apple: preto/volt, preto/cinza azulado, cinza/branco e cinza/volt.

Estará à venda na África do Sul, Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Colômbia, Coreia do Sul, China, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Luxemburgo, Macau, Malásia, México, Mônaco, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Porto Rico, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Singapura, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan e Turquia na sexta-feira. No sábado, dia 29, será a vez da Arábia Saudita, Bahrein, Grécia, Kuwait, Omã, Qatar e Emirados Árabes Unidos. Em Israel terão que esperar até o dia 30.

MAIS INFORMAÇÕES