Isabelle Dinoire

Morre a francesa que fez primeiro transplante de rosto

A mulher faleceu em abril após sofrer de uma doença prolongada, segundo fontes médicas

Isabelle Dinoire em fevereiro de 2006.
Isabelle Dinoire em fevereiro de 2006.

Isabelle Dinoire, a mulher francesa que se submeteu, em 2005, ao primeiro transplante de rosto do mundo, morreu em abril deste ano, aos 49 anos de idade, segundo informação divulgada pelo hospital universitário de Amiens, onde ela foi operada. A instituição informou que Dinoire morreu “após uma prolongada doença” e que o evento não foi divulgado antes para se preservar a intimidade da família.

Mais informações

Isabelle Dinoire foi operada aos 38 anos, depois de ter o seu rosto desfigurado por um cachorro. Nos últimos anos, ao que parece, sofreu algumas rejeições no transplante. A última ocorreu no começo do ano, quando perdeu uma parte do movimento dos lábios, segundo o jornal francês Le Figaro. O diário noticia também que o tratamento intensivo que ela seguia provocou o surgimento de dois tipos de câncer.

A cirurgia de 2005 foi dirigida pelo médico Jean-Michel Subernard, o primeiro a realizar um transplante de mão, em 1998, e a efetuar um enxerto duplo de mãos e antebraços, em 2000. Naquele procedimento, a equipe médica enxertou em Dinoire tecidos, músculos, artérias e veias de uma outra pessoa, que sofrera morte cerebral.

A primeira vez que Isabelle Dinoire apareceu em público foi em fevereiro de 2006, em uma concorrida entrevista coletiva realizada no hospital e que acabou sendo transmitida para o mundo inteiro. A mulher, visivelmente emocionada ao se expor diante dos meios de comunicação, expressou o seu desejo de retomar uma vida normal e de que o seu transplante pudesse servir para ajudar outras pessoas. Desde 2005, foram realizados mais de 30 transplantes de rosto no mundo.