Dropbox

Dropbox admite que 60 milhões de contas foram hackeadas: como saber se a sua está entre elas

O roubo de dados de um funcionário da empresa em 2012 possibilitou a ‘invasão’ maciça do serviço

Dropbox é um serviço de armazenamento em massa na 'nuvem'. Legendas em espanhol.CORDON PRESS

Em um momento em que a segurança na internet está sendo questionada pelos especialistas, o gigante Dropbox acaba de reconhecer que seus serviços foram hackeados em 2012, mas só esta semana pediu para os usuários afetados trocarem suas senhas. No blog corporativo, a empresa minimiza o incidente ocorrido no passado: “Acreditamos que nenhuma conta foi acessada de forma irregular”, afirma a empresa. O impacto do roubo de identidades, no entanto, parece muito mais sério e pode ter afetado mais de 60 milhões de contas.

Na data do roubo das identidades, o Dropbox reconheceu que vazaram apenas endereços de e-mail de uma parte dos usuários, hoje sabe-se que os hackers também obtiveram um grande número de senhas. O Dropbox insiste que não há indícios de acessos não autorizados a seus clientes, ainda assim é muito recomendável que os usuários do serviço mudem suas senhas e aproveitem para adotar uma senha mais segura e empregar a verificação em duas etapas disponível na configuração do serviço.

Como saber se sua conta foi afetada

A empresa foi incrementando as medidas de segurança de seu serviço ao longo dos anos, mas o ‘furo’ que arrasta desde 2012 deixou milhões de contas desprotegidas. A sua foi afetada? Em princípio, como informam os porta-vozes do Dropbox, só quem recebeu um e-mail da empresa pedindo para trocar a senha foi afetado. Entretanto, quem quiser pode comprovar online se sua conta foi invadida, neste ou em outros serviços, por meio de um site criado por um especialista em segurança.

O que fazer se sua conta foi comprometida? O mais urgente, e a única coisa que se pode fazer, é mudar a senha no menu de configuração do Dropbox e assegurar-se de que a verificação em duas etapas está ativada. Outra recomendação é não usar a mesma senha em diferentes serviços para, pelo menos, limitar os danos no caso de roubo de identidades.

Há alguns meses, outros serviços como Linkedin e MySpace também confirmaram o roubo de milhões de senhas.

Arquivado Em: