redes sociais

LinkedIn invalida as senhas de 100 milhões de usuários

A rede social profissional descobre que o roubo de informações sofrido em 2012 é mais grave do que se pensou inicialmente

Uma usuária de Internet visita a rede LinkedIn. Álvaro García - Quality (reuters_live)
Senhas LinkedIn

O LinkedIn está trabalhando na anulação das senhas de cerca de 10 milhões de usuários, depois de verificar que um roubo de dados em 2012 é mais grave do que se pensou inicialmente. A rede social informou que foram vazadas da Internet informações adicionais sobre os e-mails e as combinações de senhas de 100 milhões de usuários, segundo explicou Cory Scott, do LinkedIn, em uma postagem de blog.

Mais informações

O LinkedIn afirmou que estava “tomando medidas imediatas para invalidar as senhas das contas afetadas”, além de anunciar que entrará em contato com os integrantes afetados para restabelecê-las.

“Não temos qualquer indicação de que isso seja o resultado de uma nova falha de segurança”, acrescentaram. Mais de seis milhões de senhas de contas da rede social foram roubadas quando o LinkedIn foi hackeado em 2012.

O especialista em segurança na Internet Brian Krebs garantiu que o LinkedIn reforçou as medidas de segurança de sua base de dados depois do roubo de informação de 2012, mas advertiu que “se você é um usuário do LinkedIn e não trocou de senha desde 2012, ela pode não estar protegida”.