Seleccione Edição
Login

Instagram já não é retrô

Rede social de fotografia muda de estética para destacar melhor o conteúdo

Novo logotipo de Instagram, Layout, Hyperlapse e Boomerang.

O Instagram muda de imagem. Depois de cinco anos elimina a mítica câmara analógica de seu logo para ser conceitual. Segue assim o rastro do Uber, só com um desenho linear e novos tons, passando do amarelo ao roxo, deixando atrás o arco-íris. A mudança não é só externa, no ícone, mas também dentro da interface. Desaparecem as bordas inferior e superior para ficar somente em fundo branco. Segundo a empresa, buscam “um design mais simples e coerente, que ajude a ressaltar as fotos e os vídeos da comunidade”.

A empresa que passou às mãos do Facebook por um bilhão de dólares (3,5 bilhões de reais), quando só contava com 14 empregados, está consciente de que já não é só um site onde se editam fotografias e se adiciona um filtro, mas uma comunidade em si mesma. Pretende fomentar a comunidade e a busca de interesses dos 400 milhões de usuários ativos mensais. Embora tenha começado em San Francisco, onde rapidamente ganhou popularidade, e só funcionasse em iPhone, a passagem ao Android lhe abriu as portas ao restante do mundo. Na atualidade, 75% dos usuários são de fora dos Estados Unidos.

Precisamente, a fragmentação do Android, como se denominam os problemas de adaptação aos diferentes aparelhos com esse sistema operacional, o obrigou a mudar as fontes. Criou de uma vez por todas a mesma sensação visual nos aparelhos da Apple e Google, uma de suas questões pendentes. No Instagram aproveitaram para mudar o logo de três aplicativos nascidos para sua plataforma, complementos que saíram para frear diferentes aplicativos de terceiros que emergiam e cada vez publicavam mais conteúdo em sua plataforma. Hyperlapse, Layout e Boomerang adotam designs semelhantes ao do Instagram, em cor e estética. Em lugar de unificá-lo como opções adicionais, mantêm-se como aplicativos independentes. O Hyperlapse permite fazer time-lapse, como se denomina a criação de um vídeo acelerado a partir de uma sucessão de fotos. Layout, composições de várias imagens em uma só foto para publicar, por exemplo, o menu completo. Uma das opções favoritas dos numerosos foodies, os amantes da comida, que contam suas experiências gastronômicas. Por último, Boomerang, centrado nos millennials, cria um caracol de dois segundos, no estilo gif e com efeito cômico.

O aplicativo do Instagram no iPhone (esquerda) e Android.
O aplicativo do Instagram no iPhone (esquerda) e Android.

Desde seu nascimento soma mais de 40 bilhões de fotos compartilhadas. Com uma média de 80 milhões de fotos diárias e 3,5 bilhões de corações indicando gostar dessa foto.

MAIS INFORMAÇÕES