Macaulay Culkin reaparece em meio ao ecstasy, psicodelismo e delírio

O ator participa de uma versão psicotrópica de ‘Aladim e a lâmpada maravilhosa’

Macaulay Culkin em uma cena da delirante adaptação de ‘Aladim’.

Mais informações

Macaulay Culkin (35 anos, Nova York) tornou-se esse personagem cativante que todos consideramos nosso e a cada vez que o vemos numa manchete nosso coração dispara. Será que aconteceu alguma coisa ruim com ele? Calma: o rapaz está tentando se endireitar depois de anos de excessos. A última vez que tivemos notícias dele estava banhado em sangue. Foi no ano passado, num episódio da série DRYVRS, difundida apenas pela Internet, na qual interpretava um crescido e perturbado McCallister (seu personagem em Esqueceram de Mim) que terminava o episódio esquartejando outro cara. Se o seu retorno depois de quase 20 anos longe das câmeras não foi suficientemente espetacular, agora encontramos um Macaulay hilariante na versão psicotrópica do clássico Aladim e a Lâmpada Maravilhosa, dirigida por seu amigo, o músico indie e membro do grupo de Moldy Peaches, Adam Green.

Macaulay Culkin interpreta um empenhado manifestante que luta por uma sociedade melhor.
Macaulay Culkin interpreta um empenhado manifestante que luta por uma sociedade melhor.

A história gira em torno de um Aladim músico, viciado em drogas e perturbado, que perdeu a inspiração e está prestes a ser demitido de sua gravadora. Tudo muda quando ele encontra uma lâmpada que imprime em 3D os artefatos de que um músico precisa: botas de bico fino, drogas, mulheres de proeminentes seios de papel machê, cenários de papelão pintado e uma princesa que poderia ser a sexta irmã Kardashian e que só quer se divertir completam essa crítica mordaz ao materialismo e à ganância que Adam Green temperou com orgias, pílulas de ecstasy e muita música psicodélica. “Pensei que seria divertido criar um universo que fosse como o meu próprio parque de diversões. Há uma grande quantidade de elementos autobiográficos nessa versão de Aladim”, disse Adam Green ao The Guardian.

Adam Green em seu papel de Aladim, desfruta de um dos desejos concedidos pela lâmpada mágica.
Adam Green em seu papel de Aladim, desfruta de um dos desejos concedidos pela lâmpada mágica.

O até recentemente perdido Macaulay Culkin é a principal atração do filme, que a partir de hoje pode ser baixado no iTunes e na Amazon. O ator, que participou de forma altruísta no projeto de Adam Green, interpreta um manifestante disposto a morrer defendendo seus ideais. “Este é um projeto passional. Algo que eu tinha de fazer. Adoro trabalhar com ele [Adam Green] em qualquer uma de suas disciplinas. Eu aceitei antes de ter qualquer coisa escrita”, confessa Macaulay.

No filme aparecem outros rostos conhecidos, como Zoe Kravitz (27 anos, Califórnia), filha de Lenny Kravitz; o músico Devendra Banhart, e Natasha Lyonne, atriz da série Orange Is the New Black. Todos quiseram participar desse projeto louco e distante de qualquer comercialismo, que começou como uma quimera inviável e que certamente não é para todos os gostos. “Não tenho certeza que esse filme seja acessível às massas. É uma obra única”, diz Macaulay Culkin