TECNOLOGIA

Telegram: guia para usar o ‘app’ e entender o que o diferencia do WhatsApp

Nos chats secretos, caso as mensagens sejam eliminadas, também desaparecem os telefones do interlocutor. Ele permite o acesso de até 5.000 pessoas em um grupo

Embora o WhatsApp continue sendo o aplicativo de mensagens mais popular do mundo, de uma maneira bem distinta, o app Telegram está conseguindo conquistar seu próprio espaço, à medida que se diferencia cada vez mais do seu principal concorrente. Em fevereiro, seus fundadores informaram que o aplicativo já tinha 100 milhões de usuários ativos.

Parte do sucesso tem a ver com o fato de que, além de conversar com nossos contatos, podemos participar de supergrupos de até 5.000 membros, que são bastante semelhantes aos fóruns. E já são tão numerosos que existem até mesmo sites especializados em localizá-los. Por esta e outras características, tais como suas amplas opções de privacidade ou a capacidade de enviar arquivos grandes, utilizar o Telegram pode ser tentador, mesmo para aqueles que já usam outros aplicativos de mensagens.

Isto é o que define o Telegram (e o que o diferencia do WhatsApp):

Para que serve o Telegram?

É usado, principalmente, para conversas entre duas pessoas ou em grupo.

Sua mais recente e principal atualização é que está preparado para suportar “bots”: um bot é um programa com o qual podemos interagir como se fosse uma pessoa. Embora não se deva esperar conversas muito inteligentes com eles. Existem bots de todos os tipos, desde aqueles que permitem jogar pôquer até os que nos informam a previsão do tempo. Às vezes, só transmitem informações, tais como as melhores ofertas da Amazon ou um resumo das notícias. O site do Telegram disponibiliza uma lista com alguns deles.

Outra característica do Telegram são os chamados supergrupos, salas de bate-papo especializadas com vários usuários. Além disso, existe a possibilidade de consultar canais: são semelhantes a alguns supergrupos, mas possuem a particularidade de que não estabelecem um limite de usuários inscritos.

Com quais aparelhos posso usar o Telegram?

O aplicativo pode ser usado em celulares, tablets e computadores. Mas é preciso ter um número de telefone para começar a usá-lo. Os celulares compatíveis com o aplicativo incluem o iPhone e os que utilizam os sistemas operacionais Android ou Windows. Há também aplicativos oficiais para iPad e computadores com Windows, Mac OS X e Linux. Além disso, é possível acessá-lo a partir de qualquer navegador em um computador no site web.telegram.org.

Quem está por trás do Telegram?

O site oficial explica que o "Telegram é apoiado por Pavel e Nikolai Durov. Pavel apoia o Telegram financeira e ideologicamente, enquanto que a contribuição de Nikolai é tecnológica (...). Embora os irmãos Durov tenham nascido na Rússia, bem como alguns dos principais desenvolvedores, o Telegram não tem vínculos com a Rússia legal ou fisicamente. A sede do Telegram está em Berlim". Pavel Durov não mora na Rússia por divergências com o Governo.

É gratuito ou pago?

Por enquanto, o serviço é gratuito. Isso é dito literalmente no site em relação ao financiamento: "Acreditamos no serviço de mensagens rápido e seguro que, além disso, é 100% grátis. Pavel Durov, que compartilha nossa visão, fez uma generosa doação ao Telegram através de seu fundo Digital Fortress, por isso temos dinheiro suficiente no momento. Se o dinheiro do Telegram se esgotar, vamos convidar nossos usuários a fazer doações ou acrescentaremos opções não essenciais pagas. Mas gerar lucro nunca será o objetivo do Telegram".

Qual a diferença entre o Telegram e o WhatsApp?

Antes de o WhatsApp criptografar as conversas, muita gente usava o Telegram precisamente pela possibilidade de enviar mensagens cifradas. De fato, a privacidade das comunicações e a segurança são algumas de suas principais virtudes. Estas são outras nove importantes características em que o Telegram se diferencia do WhatsApp:

1. Permite a verificação em dois passos para ter acesso ao aplicativo. Ou seja, pede duas vezes uma senha para acessar o aplicativo. Pode ser ativado em duas etapas: a partir de Ajustes-Privacidade e, depois, Segurança-Verificação. No entanto, nos iPhones com leitor de impressões digitais comprovamos que é possível acessar mediante esse sistema ao ativar a opção.

2. Dispõe de um modo no qual as mensagens são eliminadas após determinado tempo (mais abaixo mostramos como) e não deixam rastro no telefone porque são armazenadas na própria nuvem do Telegram.

3. Pode-se usar um nome de usuário para que alguém que não conheça nosso telefone possa nos adicionar. Também pode permanecer oculto, se quisermos.

4. É possível mandar e receber mensagens a partir de vários dispositivos de outros desenvolvedores. Por exemplo: podemos conversar em dois telefones, mesmo que apenas um deles possua cartão SIM com o número com o qual nos registramos.

5. É possível enviar arquivos de até 1,5 giga de capacidade, suficiente para mandar até um filme em alta definição.

6. Outra característica que o diferencia são os stickers (que vêm a ser algo como um emoticon de tamanho grande e muito mais elaborado), como o Line ou o Messenger do Facebook. Além dos gifs.

7. Permite ter acesso a grupos de até 5.000 pessoas enquanto o WhatsApp possibilita, no máximo 256.

8. Os grupos-padrão não contam com administradores, o que os torna mais democráticos. Os supergrupos, porém, podem contar com moderadores.

9. Existe a possibilidade de criar canais com um número ilimitado de membros.

Podem saber se li as mensagens que me mandaram?

Nesse sentido, funciona de forma parecida com o WhatsApp. Existe o duplo clique, que indica a quem nos envia uma mensagem se a lemos ou não. É possível desativá-lo entrando nos ajustes do sistema. Também é possível determinar se queremos que alguém saiba qual foi a última vez em que nos conectamos com o aplicativo ou não. Pode ser para todos ou para uma pessoa específica. Isso pode ser feito em Ajustes-Privacidade e Segurança-Última conexão.

É possível silenciar o app ou alguém?

Nas opções de configuração podemos silenciar completamente o aplicativo para que não nos importune com notificações. Mas também se pode bloquear completamente uma pessoa de modo temporário ou permanente entrando em seu perfil e na opção "Informação".

É também possível apagar o aplicativo, que é a forma mais eficaz de não ser incomodado durante algumas horas ou um período, e ao voltar a instalá-lo podemos ter acesso de novo às mensagens das conversas que mantivemos, pois, como já explicamos, elas ficam guardadas na nuvem.

Que opções de privacidade eu tenho?

Uma das mais importantes é a possibilidade de iniciar a qualquer momento um bate-papo secreto. Para isso devemos ir até nossa lista de contatos e a partir daí iniciar uma conversa com quem quisermos pressionando a opção "chat secreto". As mensagens dos chats secretos se dão diretamente entre duas pessoas, sem que a informação seja armazenada nos servidores do Telegram. Quando se decide eliminar a cadeia de mensagens do chat secreto, elas desaparecem dos telefones dos dois interlocutores.

Também existe a possibilidade de criar um nome de usuário para que não tenhamos de dar nosso número de telefone a alguém que queira contatar-nos. Para inscrever um nome de usuário devemos entrar em Ajustes-Nome de Usuário. Tão logo o tenhamos, podemos dar a qualquer um nosso nome de usuário no link telegram.me/SeuNomeDeUsuario.Ao clicar, o Telegram abrirá e a pessoa poderá iniciar uma conversa com você sem ver o seu número de telefone. Mas há uma exceção: se mandamos uma mensagem a alguma pessoa de nossa agenda de contatos ela será capaz de ver nosso número de telefone.

Como se mandam fotos, vídeos ou arquivos?

É tão simples como iniciar uma conversa, selecionar o ícone do chip para agregar fotos, vídeos ou qualquer tipo de arquivo de até 1,5 giga. Mas é preciso levar em conta que as fotos e vídeos perdem bastante em resolução. Portanto, se você quer enviar a alguém várias imagens de qualidade, por exemplo, para impressão, é melhor que sejam armazenadas comprimidas em um único arquivo e mandadas dessa forma.

Como mando emoticons, stickers, gifs e vídeos do YouTube?

Os emoticons são usados como em qualquer aplicativo. Pressionando no teclado na zona de emoticons podemos mandá-los com nossas mensagens. Se desejamos enviar um sticker, o Telegram, por falha, incorpora alguns sobre personagens famosos que se tornaram um dos sinais de identificação do aplicativo. É possível ainda baixar stickers de páginas especializadas, bem como de grupos e canais do Telegram. Se somos muito fãs dos stickers podemos até criar nossa própria coleção.

Para poder mandar um sticker clicamos no ícone em forma de círculo da caixa de conversas que aparece sobre o teclado. Também podemos enviar outros stickers com um bot criado pelo Telegram. Basta escrever @sticker e em seguida colocar um dos emoticons mais comuns. Então, aparecem diversos stickers associados com o emoticon que escolhemos.

Se desejamos enviar um gif escrevemos @gif e fazemos uma busca por palavras-chave até encontrar o que mais nos interessa. O Telegram então buscará o gif no site especializado Giphy. Mas podemos usar outros que tenhamos armazenados no telefone agregando-os como imagem ou copiando-os diretamente no chat.

Para enviar vídeos do YouTube fazemos exatamente o mesmo que com os gif, mas escrevendo @youtube acompanhado dos termos de busca que quisermos.

Como são administrados os grupos e supergrupos?

Os grupos, ao contrário do que acontece no WhatsApp, não têm administradores. Ou seja, todos os membros de um grupo têm o mesmo controle sobre ele: podem convidar outros membros, mudar a foto de perfil do grupo, etc. Embora, evidentemente, o grupo tenha que ser criado por uma pessoa concreta.

No iPhone, para criar um grupo devemos iniciar uma nova mensagem e logo ir para a opção criar novo grupo. Se se utiliza Android, é preciso clicar no ícone circular do lápis na lista de chats e depois em novo grupo. Em telefones Windows clica-se no sinal + na barra inferior e criamos o novo grupo.

Um grupo padrão do Telegram pode ter até 200 usuários, enquanto que um supergrupo chega a 5.000. No caso dos supergrupos são permitidos vários administradores e podem ser apagadas mensagens do histórico, que ao serem eliminadas deixam de estar disponíveis para todos os membros. Quando um grupo cresce bastante temos a opção de transformá-lo em supergrupo.

O que são os canais e como abro um?

Os canais servem para mandar mensagens a um grande número de pessoas e para distribuir informação de um para muitos. Ao contrário do que ocorre com os grupos, não têm limite de membros. Seu funcionamento lembra um pouco o do Twitter, pois ao mandar uma mensagem ela é lida por todos os seguidores. As mensagens aparecem assinadas com o nome do próprio canal, não do administrador. Na prática, podem existir vários administradores, mas a assinatura sempre é a mesma.

Quando um canal é fechado, as mensagens desaparecem por completo tanto para os seguidores como os administradores. Mas quando nos unimos a um canal podemos ver todas as mensagens publicadas desde sua criação. Não só aquelas emitidas desde nossa adesão. Para que você entenda isso na prática recomendamos que consulte o canal do Verne.

Para criar um canal em Android basta clicar no ícone do lápis na lista de chats e criar o canal. No iPhone, iniciamos uma mensagem na parte superior dos chats e selecionamos a opção de criar canal. Finalmente, no Windows só é preciso clicar no ícone + e depois selecionar a opção de criar canal.

E se eu quiser sair do Telegram?

Uma peculiaridade do Telegram é que a conta do aplicativo é eliminada depois de um período de tempo sem uso, que nós mesmos estabelecemos. O período de tempo máximo no qual é possível continuar mantendo nossa conta sem fazer uso dela é de um ano. Isso é útil se eliminamos o aplicativo porque não nos interessa, mas esquecemos de excluir nossa conta. Pode-se escolher em Ajustes-Privacidade e Segurança-Eliminar minha conta.

Também podemos dar-nos baixa definitivamente a qualquer momento, perdendo todas as conversas e contatos que tenhamos (mas se estiverem na agenda do telefone continuarão lá). Para isso devemos ir à página de desativação do aplicativo. Ali será pedido o número do telefone com o qual fizemos nossa inscrição e receberemos um código de confirmação através do próprio Telegram. Ao introduzi-lo nossa conta será eliminada.

No entanto, depois de nossa saída do Telegram os grupos-padrão que criamos continuarão operacionais e as mensagens que não quisemos excluir no momento de recebê-las continuarão podendo ser consultadas pelos contatos aos quais as mandamos. O que desaparecerá são os supergrupos, bots e canais criados por nós. Também o nome de usuário, se foi criado um.

Se alguém se arrepende e quer voltar a se inscrever no Telegram poderá fazê-lo usando o mesmo número de telefone da antiga conta. Mas a informação eliminada já não poderá ser retomada porque terá sido apagada dos servidores do Telegram.

Arquivado Em: