Champions League

Atlético de Madrid vence o Barcelona e está na semifinal da Champions

Time de Simeone faz partida impecável, anula o rival e vence por 2 a 0 no Vicente Calderón

Atual campeão e favorito para a conquista do bicampeonato, o Barcelona está fora da Champions League. Na quarta-feira, o time catalão parou no Atlético de Madrid. Com Messi, Neymar e Suárez totalmente anulados pela marcação, perdeu por 2 a 0 (veja os gols abaixo) e se despediu do torneio de maneira melancólica, com uma apatia que há muito tempo não se via na equipe. Nos últimos 4 jogos, são 3 derrotas, incluindo o 2 a 1 para o Real Madrid  no Camp Nou e, agora, a eliminação da Champions. Será que a magia do trio MSN acabou?

Ainda que essa seja uma pergunta difícil de responder, uma coisa é certa: Simeone sabe jogar contra o time que era até então considerado o melhor do mundo. Na partida desta quarta, o treinador não deixou o Barça criar. Montou um meio de campo com quatro volantes versáteis e tirou o famoso toque de bola do rival. Apesar de ter ficado menos tempo com a bola nos pés, o Atlético foi muito mais efetivo. E contou com a ótima fase do atacante Griezmann para selar a classificação que muitos achavam impossível quando a eliminatória foi sorteada.

No primeiro tempo, o Barcelona parecia despreocupado. Para quem via de de fora, a impressão era de que os comandados de Luis Enrique tinham duas certezas: primeiro, que o empate era um bom resultado depois da vitória por 2 a 1 no primeiro jogo. Segundo, que a qualquer momento Neymar e Messi poderiam resolver a partida. E foi assim que a equipe catalã começou, tocando a bola de um lado para o outro, procurando brechas que o rival não estava disposto a dar. O Atlético, ciente de que precisava de pelo menos um gol para se classificar, defendia com 10 jogadores e atacava com 7. Uma equipe compacta, que corria muito para tirar os espaços que o Barcelona costuma explorar para construir suas vitórias. Sem conseguir jogar, o Barça levou o primeiro aos 36 do primeiro tempo. Saúl cruzou na cabeça de Griezmann, que desviou sem chance para Ter Stegen: 1 a 0.

O placar classificava o Atlético, e o Barcelona voltou para o segundo tempo sabendo que precisava produzir mais. Mas logo no início ficou claro que aquela seria uma noite atípica para a equipe de Luis Enrique. Neymar, Messi e Suárez eram cercados por três marcadores quando pegavam na bola. O time da casa não estava nervoso, não criava confusão. Apenas jogava bola, com muita aplicação tática e entrega física. Aos poucos, a estratégia de Simeone foi frustrando o Barça, que entrou em desespero. Estar com a corda no pescoço não era uma situação normal para a equipe, que não sabia o que fazer para vencer a defesa rival. O Barça atacava, atacava e dava espaço no contra-ataque. Foi num deles que Filipe Luís arrancou pela esquerda, colocou a bola no meio das pernas de Mascherano e viu Iniesta colocar a mão na bola dentro da área para evitar que Griezmann recebesse livre. Pênalti. O francês cobrou mal, mas Ter Stegen não conseguiu impedir que a bola entrasse: 2 a 0. No último lance do jogo, Gabi tocou com a mão na bola dentro da área. O juiz não viu e marcou falta fora da área. Messi bateu mal e jogou fora a chance de levar o jogo para a prorrogação.

No fim, nem os jogadores do Barça reclamaram. No fundo, sabiam que a melhor equipe havia vencido.

No outro jogo do dia, o Bayern empatou por 2 a 2 com o Benfica e também garantiu vaga na semifinal da Champions. O sorteio dos confrontos acontece na próxima sexta-feira, às 7h30 (horário de Brasília)

Veja como contamos Atlético de Madrid 2x0 Barcelona no minuto a minuto. Para participar com comentários, entre na nossa fanpage.