ASTRONOMIA

Júpiter será visto de qualquer ponto da Terra no dia 8 de março

Não será preciso usar telescópios para observar o maior planeta do Sistema Solar

A mancha vermelha de Júpiter, em alta definição.Reuters-live! / NASA

MAIS INFORMAÇÕES

Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar e o quinto a partir do Sol, será visto de qualquer ponto da Terra em 8 de março, sem que seja necessária a ajuda de telescópios ou binóculos. Uma vez a cada 13 meses, a Terra se encontra diretamente alinhada entre Júpiter e o Sol. Os astrônomos chamam esse evento de “oposição de Júpiter”, uma posição em que o astro está completamente iluminado pelo Sol e no seu ponto mais próximo da Terra. A união desses dois fatores faz de Júpiter, quando alcança o ponto mais alto do céu, o objeto mais luminoso do firmamento noturno e o segundo planeta mais brilhante, depois de Vênus. Entretanto, Vênus só brilha de dia, ao passo que Júpiter ficará aceso a noite toda.

O astro subirá pelo leste, ao entardecer, e atingirá seu ponto mais alto por volta de meia-noite, até se pôr no oeste ao amanhecer. Como está no lado oposto ao Sol, ficará visível a qualquer momento da noite, mas especialmente depois da meia-noite.

“Por estar em direção oposta ao Sol, quando chega a noite ele fica completamente iluminado pelo Sol. Isto permite que se veja bastante bem, mas a órbita de Júpiter continua estando muito distante da nossa”, explica Juan Antonio Bernedo, técnico-chefe do planetário de Madri, que recorda que a observação de Júpiter é possível também em qualquer outra noite sem a necessidade de telescópio.

Em 22 de maio, será a vez de observar a oposição de Marte. A proximidade do nosso planeta com a órbita marciana permitirá que ele seja visto integralmente quando a Terra estiver alinhada entre o Sol e o planeta vermelho.

Arquivado Em: