FUTEBOL | INGLATERRA

Manchester City oficializa a contratação de Guardiola

Pep Guardiola assinará o contrato com o Manchester City por três temporadas

Pep Guardiola, novo treinador do Manchester City.
Pep Guardiola, novo treinador do Manchester City.Matthias Schrader (AP)

O Manchester City oficializou nesta segunda-feira a contratação de Guardiola como novo treinador do time inglês, a partir da temporada 2016/2017. O clube, propriedade do xeque Mansour bin Zayed bin Sultan al Nahyan, emitiu um comunicado anunciando que Guardiola assinará um contrato por três temporadas. O ainda treinador do Bayern de Munique já tinha anunciado em dezembro sua decisão de abandonar o clube alemão no final desta temporada.

Minutos antes da divulgação da nota, Manuel Pellegrini, atual técnico do City, anunciou sua saída em entrevista coletiva. “Conversei com o clube e vou rescindir meu contrato em junho”, confirmou o chileno. Depois da sua experiência no Real Madrid, Pellegrini chegou há três temporadas ao banco do Etihad Stadium para substituir o italiano Roberto Mancini. Nas duas temporadas que completou à frente do Manchester City, ganhou uma Copa da Liga Inglesa e um Campeonato Inglês, ambos na primeira temporada, de 2013-2014. Entretanto, o City, um clube avaliado em mais de 2,2 bilhões de reais, segundo o site transfermarkt.es, não conseguiu superar a fase de grupos da Champions League nas suas últimas participações sob o comando do chileno.

O City afirma no comunicado que decidiu divulgar a contratação de Guardiola para evitar rumores e especulações desnecessários, uma vez que as negociações com o catalão, iniciadas ainda em 2012, antes de ele assinar com o Bayern de Munique, foram concluídas semanas atrás.

Com relação a Pellegrini, o Manchester City diz que o atual treinador concordou em divulgar a contratação, e que a diretoria mantém seu respeito e apoio para que se mantenha plenamente concentrado em concluir os objetivos da equipe nesta temporada, que se centram na luta pelo Campeonato Inglês (o City está em segundo), na eliminatória de oitavas de final da Champions, a ser disputada em 24 de fevereiro, contra o Dínamo do Kiev, e na final da Copa da Liga Inglesa, em 28 de fevereiro, diante do Liverpool.