Campeonato Espanhol

Começa a dança das contratações

Times da Liga Espanhola podem reforçar seus elencos até o próximo dia 1º

Arda Turan na sua apresentação como jogador do Barça, em julho
Arda Turan na sua apresentação como jogador do Barça, em julhoV. Gimenez

Até o momento, os principais movimentos envolvendo os 10 times mais bem colocados na Liga Espanhola são os seguintes:

MAIS INFORMAÇÕES

Atlético de Madri. O líder incorpora dois volantes para suprir a baixa do contundido Tiago. Matías Kranevitter, de 22 anos, chega do River Plate por 8 milhões de euros (35 milhões de reais), acompanhado de Augusto Fernández, capitão do Celta, prestes a completar 30 anos, pelo qual o clube colchonero paga quase 7 milhões. O primeiro é um volante mais tático, mas Augusto, embora fosse escalado atualmente no clube galego para jogar bem na frente da zaga, poderá ocupar uma posição mais avançada no esquema que agrada a Simeone, com três e até quatro meio-campistas. As contratações punham em dúvida a continuidade de Thomas, cotado para ser transferido, mas suas últimas atuações, incluindo um gol decisivo contra o Levante, podem alterar esses planos. Na rampa de saída está também o lateral Siqueira, que mal é utilizado.

Barcelona. Contratados no mercado do verão europeu, Arda Turan e Aleix Vidal podem ser inscritos agora que o Barcelona cumpriu a sanção imposta pela FIFA por infrações relativas à incorporação de promessas procedentes do exterior. Mas o foco azul-grená está num jogador de perfil ofensivo, que de alguma forma sirva de remédio para o vazio deixado por Pedro e complete um elenco enxuto. Nolito é o primeiro objetivo, e nas últimas semanas somou-se à lista o nome de outro jogador que, como o andaluz, também já passou pelo clube, o galego Denis Suárez, do Villarreal. “Adoraria contar com aquilo que pedi ao clube e aos Reis Magos”, deixa escapar Luis Enrique.

Real Madrid. De Marselha, chegam notícias sobre a intenção do clube francês de devolver Lucas Silva, contratado há um ano por 14 milhões de euros (61,4 milhões de reais, pelo câmbio atual). Não é esse perfil que a equipe branca procura, e sim uma alternativa a Marcelo na lateral esquerda, e o clube já sabe da intenção do Villarreal de conseguir a volta de Cheryshev. Além disso, continua aberta a vaga de atacante deixada há um ano por Chicharito.

Villarreal. Além da tentativa de trazer Cheryshev, o clube amarelo está preocupado em manter Denis Suárez. “É intransferível no mínimo até o verão [espanhol]”, esclareceu Fernando Roig horas depois de Marcelino deixar escapar que o meia-atacante poderia ir para o Barcelona, algo que Luis Enrique considerou publicamente como uma opção de reforço.

Jesé e Cheryshev durante treino do Real Madrid
Jesé e Cheryshev durante treino do Real MadridJ. Martin (EFE)

Celta. A equipe galega está atrasada em seus movimentos. Augusto já não jogou na última rodada em Málaga, onde o zagueiro Sergi Gómez precisou ser escalado como meia postiço. Como Berizzo já está acostumado a contar apenas com 16 ou 17 jogadores do elenco principal, o Celta precisa contratar, e agora tem pressa. E se Nolito acabar saindo, a situação ficaria insustentável. O treinador havia pedido um zagueiro central, porque mal tem dois titulares disponíveis e improvisa com laterais nessa posição, e um jogador ofensivo que possa atuar preferencialmente pela direita. E a substituição de Augusto, com idênticas características de experiência, precisaria estar prestes a chegar também, depois de descartada a opção de disputar Kranevitter com o Atlético.

Athletic. Não há reforços esperados, apenas saídas. Ager Aketxe está sendo leiloado por metade da Segunda Divisão, e inclusive tem a opção de passar para a equipe filial e livrá-la do risco de rebaixamento para a Terceira Divisão. Borja Viguera também é disputado na Segundona espanhola, onde foi artilheiro há duas temporadas, mas também há rumores de que iria para o Sporting.

Deportivo. Ao contrário do que costumava fazer historicamente, ao selar contratações na última hora, o clube presidido por Tino Fernández cumpriu seus objetivos inclusive antes de a janela de transferências ser oficialmente aberta. O lateral canhoto Saúl foi cedido ao Tenerife, e, para suprir o lesionado Fabricio, que não jogará mais nesta temporada após ser operado de um joelho, chega o veterano goleiro croata Pletikosa. Os galegos dispõem, contudo, de um teto salarial para incorporar qualquer outro jogador, ainda mais se conseguirem chegar a um acordo para que Medunjanin – com quem Víctor Sánchez del Amo praticamente já não conta – deixe o clube ou encontre um destino que o satisfaça.

Eibar. O presidente Álex Aranzabal anuncia contratações apesar de o time estar cumprindo com folga seus objetivos em termos de classificação. “É preciso aprender com os erros”, diz ele, lembrando de como a equipe caiu há um ano. Podem chegar um zagueiro central, sobretudo se Ekiza for embora, um volante e, segundo Mendilibar, um atacante que complemente os papéis de Sergi Enrich e Borja Bastón.

Adrián e N’Diaye disputam uma bola aérea no jogo Betis x Eibar.
Adrián e N’Diaye disputam uma bola aérea no jogo Betis x Eibar.J. M. V. (EFE)

Sevilla. O decepcionante rendimento da equipe, o desgaste de disputar três competições e as lesões, sobretudo no centro da zaga, contribuem para que Monchi precise entrar em ação. O primeiro objetivo é a volta de Fazio, que não conseguiu triunfar no Tottenham após deixar o clube andaluz, há um ano e meio. “Nós o conhecemos e sabemos o que pode render”, observa o técnico Unai Emery. O nome de Marc Bartra também apareceu vinculado ao Sevilla. No ataque, Monchi há bastante tempo acompanha o peruano Carrillo. “Minha ideia é que não saia ninguém”, diz Emery. Cristóforo e Kakuta não têm minutos em campo, mas têm ofertas.

Valencia. Gary Neville já disse que não quer reforços, mas há dúvidas razoáveis de que as decisões esportivas do Valencia dependam unicamente do seu critério. Há um ano, o clube de Mestalla liderou o gasto em janeiro com a inscrição de Enzo Pérez por 25 milhões de euros (109,6 milhões de reais).

Arquivado Em: