Mundial de Clubes: Neymar está fora da semifinal e pode perder final

Brasileiro ficou no hotel em Yokohama e não treinou com o resto do elenco.

Machucado, Neymar tira selfie com torcedor.
Machucado, Neymar tira selfie com torcedor.I. FASSBENDER (REUTERS)

Selfies com torcedores e exercícios físicos moderados. Essa tem sido a rotina de Neymar desde que machucou o músculo adutor da perna esquerda durante um treinamento em Leverkusen, na terça-feira passada, quando se preparava para enfrentar o Bayer pela Champions League. Apesar da contusão, o atacante brasileiro foi para o Japão para a disputa do Mundial de Clubes, que começa para o Barcelona na quinta-feira, quando enfrenta o chinês Guangzhou Evergrande. Neymar está fora da partida e agora corre contra o tempo para pelo menos poder jogar alguns minutos na final, caso o Barça passe para a decisão.

Segundo o jornal espanhol Sport, enquanto Luis Enrique treinava com os jogadores nesta terça, o craque brasileiro estava no hotel em Yokohama fazendo atividades no ginásio e na piscina junto com o lateral Douglas, que também se recupera de lesão. O tempo inicial de recuperação de Neymar era de duas semanas, mas o Barça tenta acelerar o processo para poder contar com o atacante na final. Até as 12 horas de voo da Espanha para o Japão foram usadas para intensificar o tratamento.

Mais informações

Neymar já não está mancando e não dá nenhum sinal de que ainda está machucado, mas a ausência nos treinamentos indica que o camisa 11 ainda não está apto a jogar. Quarta-feira será o dia decisivo. Se ele conseguir treinar com os companheiros no gramado, provavelmente será relacionado para a final. Se não conseguir, a viagem para o país asiático terá sido apenas uma espécie de recesso antecipado para o brasileiro antes das férias de fim de ano.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: