Seleccione Edição
Login

Benzema é afastado da seleção francesa por ‘caso Valbuena’

Ele não poderá ser convocado para defender seu país até situação judicial ser esclarecida

Benzema lamenta-se de uma ocasião falhada / Kiko Huesca (EFE). Vídeo: Reuters

Karim Benzema, atacante do Real Madrid e da França, não poderá ser convocado por sua seleção até que seja esclarecida sua situação judicial, após ser acusado de uma suposta chantagem a seu companheiro Mathieu Valbuena, afirmou nesta quinta-feira o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noel Le Graet. O anúncio foi feito após o dirigente se reunir com o Comitê Executivo da entidade e examinar o caso do centroavante, acusado de tentar chantagear Valbuena devido a um vídeo de conteúdo sexual. "Se não houver evolução, não vai jogar a Eurocopa", disse Le Graet. "Deixo aberta uma porta à esperança, mas até que apareçam novos elementos a favor de Benzema, não pode ser convocado".

Benzema é "um bom rapaz, uma pessoa que nasceu em um bairro problemático, que não mudou de amigos e que se tornou uma estrela", afirmou Le Graet, muito chateado pela "decisão pessoal" que foi forçado a tomar. "Ele sabe jogar futebol, é um jogador inteligente e é extremamente forte, porque ser titular do Real Madrid não está ao alcance de muitos", disse. "Eu não gosto de impor sanções, mas respeito a ética. Tomei a decisão que tinha que tomar", acrescentou. "A federação não pode se fazer de surda diante das escutas de conversas que vazaram para a imprensa". Benzema, por sua vez, se pronunciou no Twitter sobre a medida tomada pela federação: "Respeito a decisão e tenho confiança no nosso presidente Noel Le Graet". O Real Madrid demonstrou apoio ao jogador em um comunicado: "O Real Madrid lamenta e respeita a decisão tomada no dia de hoje pela Federação Francesa de Futebol de afastar provisoriamente o jogador Karim Benzema da seleção de seu país, e reitera mais uma vez seu apoio e confiança no jogador".

Não gosto de impor sanções, mas respeito a ética. Tomei a decisão que tinha que tomar"

Noel Le Graet, presidente da Federação Francesa (FFF)

A federação solicitou ser incluída como parte civil no caso investigado pela juíza Nathalie Boutard para poder ter acesso ao processo, mas o pedido não foi aprovado, de acordo com Le Graet. "Espero que a juíza vá o mais rápido no caso e dê a possibilidade aos envolvidos de poderem se encontrar para que tudo venha à luz o quanto antes", acrescentou o dirigente. Benzema exigiu uma acareação com o companheiro de seleção Valbuena, que, em entrevista ao jornal Le Monde, acusou o atacante de ter o incitado indiretamente a pagar os chantagistas. A juíza proibiu os dois jogadores de entrarem em contato enquanto ainda está investigando o caso.

A porta assim se fecha, parcialmente, para o jogador, que está em plena forma em seu clube, com vistas à Eurocopa que será realizada de 10 de junho a 10 de julho. Nem o pedido do próprio Benzema à federação para esperar o julgamento do processo antes de se pronunciar, nem a sua entrevista na televisão em que disse que só tentou ajudar seu amigo Valbuena a se livrar da confusão em que se envolveu, nem o apoio de Zinedine Zidane serviram para evitar a suspensão.

Apesar de Le Graet ter deixado claro que não estava cedendo à pressão da mídia ou erguendo um tribunal popular, o alcance do escândalo o forçou a tomar medidas sobre o assunto. Na semana passada, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, se posicionou contra Benzema, que ficou fora das últimas convocações da seleção por lesão, retornar à equipe. "Um atleta deve ser exemplar, se não for, não tem vaga na seleção da França", disse em entrevista a uma rádio. Pensam como ele 82% dos franceses, segundo uma pesquisa realizada para a emissora de televisão BFMTV.

Benzema foi acusado no início de novembro de cumplicidade em uma tentativa de chantagem e envolvimento em uma organização criminosa, crimes que podem ser punidos com até cinco anos de prisão. Ele teria agido como intermediário entre um amigo de infância e seu companheiro de seleção. Este amigo estava em contato com as pessoas que afirmavam ter um vídeo de Valbuena tendo relações sexuais, pelo qual supostamente teriam pedido até 150.000 euros (cerca de 625.000 reais). Benzema tratou a questão com Valbuena no início de outubro, durante uma concentração dos Bleus nas instalações da própria seleção, em Clairefontaine, nas vésperas de uma partida amistosa com a Albânia. À juíza, Benzema explicou que o incidente se tratava de um "grande mal-entendido", e que só queria ajudar Valbuena.

MAIS INFORMAÇÕES