Canadá

Boxeador, 'stripper', ator... e novo primeiro-ministro do Canadá

Justin Trudeau, apareceu em uma série, fez strip-tease e fumou maconha

Justin Trudeau em evento de gala beneficente.
Justin Trudeau em evento de gala beneficente.

Quando o político espanhol Albert Rivera defendeu em maio os políticos da nova geração, certamente não pensava no conceito de “nova geração” que existe atualmente no Canadá. Justin Trudeau (Ottawa, 43 anos), o empolgante primeiro-ministro canadense, é mais do que um tipo atraente, com um corpo bem definido, que passou por aventuras no boxe e fez um certo strip-tease, e com um álbum de fotos que está circulando pela Internet e provocando suspiros.

Mais informações

Esqueça as imagens de peito descoberto de Putin, da primeira imagem promocional do próprio Rivera nu, de Pedro Sánchez, de Varoufakis e dos bonitões do Partido Popular basco. No que se refere à imagem, Justin Trudeau, com uma beleza no meio do caminho entre Matthew McConaughey e o príncipe de A Pequena Sereia, é o líder mais atraente da política mundial. Mas não apenas sua fachada é chamativa: de sua história familiar a suas excêntricas aparições na televisão, tudo indica que estamos diante de um político fora do comum.

Foi ‘campeão’ de boxe

Em 2012, Justin Trudeau trocou socos com Patrick Brazeau, do partido conservador. Não que no Canadá as coisas se resolvam assim: era simplesmente uma luta beneficente. Trudeau, como era de se esperar por seus genes de vencedor, derrotou Brazeau em três assaltos; deixou o nariz de seu rival como um tomate, apesar de as apostas serem favoráveis a este último. (Aqui se pode ver o combate completo). Brazeau pediu revanche, mas Justin, inteligente, respondeu que não era boxeador, mas político. A experiência foi registrada no documentário God Saves Justin Trudeau (Deus salve Justin Trudeau).

Cartaz do documentário 'God Save Justin Trudeau'.
Cartaz do documentário 'God Save Justin Trudeau'.

Fez um strip-tease

Não é preciso pedir muito para que tire a roupa. Depois da aventura no pugilismo, e também por motivos beneficentes (país admirável o Canadá, no que se refere à variedade de iniciativas beneficentes), aceitou, em 2013, realizar um strip-tease.

Na verdade, como se pode comprovar no vídeo completo, só tirou a gravata, o paletó e a camisa social... E, ainda assim, os suspiros das espectadoras, que se soltavam à medida que ele se despia, são claramente perceptíveis.

Genes premonitórios

Um livro improvável em que aparecem várias referências aos pais de Justin (Pierre Trudeau e sua esposa, Margaret) são as memórias de Ron Wood, guitarrista dos Rolling Stones. Como estrelas máximas do espetáculo, os Stones se reuniram com líderes de todo o mundo. Pierre é definido pelo músico como “um playboy rico e charmoso que saia com modelos e estrelas de cinema”. Pierre tinha 51 anos quando se casou com Margaret, de 22.

Durante turnê dos Stones pelo Canadá em 1977, a jovem primeira-dama ficou inseparável do grupo, para alguns, inseparável até demais. Os rumores de que teve um romance com Mick Jagger são históricos, ainda que, ao que parece, também tenha ficado íntima de Ron Wood. “Ambos sabíamos que aquilo não podia ter futuro, mas compartilhamos algo muito especial”, escreve o guitarrista.

Liberal, como seu pai

Justin é filho de um dos grandes personagens canadenses do século XX, o primeiro-ministro Pierre Trudeau. Liderou o país nada menos do que de 1969 a 1984, excetuando alguns meses de Governo conservador em 1979, quando foi relegado à oposição. Com leis avançadas sobre o aborto, o divórcio e a homossexualidade, ele é o responsável pela imagem de modernidade que o país possui desde então. Em 1969 recebeu John Lennon e Yoko Ono, e na saída ela disse: “[Trudeau] é uma pessoa belíssima, mais do que esperávamos”. Após o afundamento do Partido Liberal em 2011 —passou a ser a terceira força política—, seu filho Justin tomou as rédeas e agora os liberais estão novamente no poder.

Com sua mulher, Sophie Gregoire, vendo os resultados das eleições na televisão.
Com sua mulher, Sophie Gregoire, vendo os resultados das eleições na televisão.

Direto com as mulheres

… ou pelo menos com a que se casou. “No primeiro encontro olhou nos meus olhos e me disse: ‘Estou te esperando há 31 anos. Você vai se casar comigo. Vamos formar uma família”, disse Sophie Grégoire, de 40 anos, em uma entrevista à Women on the Fence. Eles se conheciam desde criança, já que ela era da mesma sala de aula que o irmão de Justin, Michel, que morreu anos depois em uma avalanche de neve enquanto esquiava.

Após perderem o contato, voltaram a se cruzar em 2003, em um baile beneficente, e se casaram em 2005. Ela trabalhou como repórter de televisão (primeiro no canal LCN, depois na CTV) até 2010; também atuou como personal shopper (pessoa que ajuda clientes a comprar roupas, decorar a casa, etc) e instrutora de ioga. O casal tem três filhos, de 8, 6 e 1 ano.

Beijou um apresentador de TV

Justin deu um beijo no apresentador e comediante canadense Dany Turcotte (uma das celebridades mais famosas do Canadá) quando, em 2012, compareceu como convidado a seu programa de entrevistas. Rapaz sensível ou especialista em redes sociais que sabe buscar em cada momento uma imagem chamativa? Em outro programa, protagonizou um esquete em que saia rolando por uma escada.

Usuário do Twitter compara o físico de Putin com o de Trudeau.
Usuário do Twitter compara o físico de Putin com o de Trudeau.

Tem um corvo tatuado

Possivelmente muitos políticos têm tatuagens, mas tratam de escondê-las. Justin, ao contrário, tem uma parte de sua pele tatuada e a exibe com orgulho.

Quando tinha 23 anos gravou um globo terrestre no ombro esquerdo, desenho que concluiu ao completar 40 anos acrescentando ao redor um corvo dos haidas, indígenas da Colúmbia Britânica. Já disse que no futuro não vai haver mais tinta; tendência incompatível, ao que parece, com ser primeiro-ministro.

Defende a legalização da maconha

É um dos assuntos que mais provocam debate no Canadá. “O Partido Liberal está comprometido com a legalização e a regulamentação da maconha, algo que faremos imediatamente”, afirmou Trudeau. Em uma entrevista ao Huffington Post, reconheceu ter fumado maconha já sendo membro do Parlamento. “Estávamos em casa, em um jantar com amigos, e as crianças estavam na casa da avó, e um dos nossos amigos apertou um cigarro de maconha e passou. Dei um tapa”. Não é fumante habitual: admite ter provado cinco ou seis vezes na vida.

E atuou em uma série

Vestido com um uniforme militar e usando um bigodinho ridículo, milhões de espectadores puderam vê-lo na série The Great War no papel do general Talbot Papineau, um dos heróis canadenses da Primeira Guerra Mundial. (Nesse trailer, aparece no minuto 1:17). É sabido que os políticos têm dotes interpretativos... mas Justin Trudeau foi ator de verdade. Não resta dúvida de que se arrisca em tudo. Existe alguma coisa que falta o político da moda fazer?