Seleccione Edição
Login

TCU rejeita por unanimidade as contas de 2014 do Governo Dilma

Corte rejeitou, por unanimidade, as finanças públicas de 2014. Documento vai para o Congresso para votação

Augusto Nardes chegando ao plenário do TCU nesta quarta-feira. Ampliar foto
Augusto Nardes chegando ao plenário do TCU nesta quarta-feira. EFE

O Tribunal de Contas da União (TCU) rejeitou, por unanimidade, as contas do governo Dilma Rousseff de 2014. A sessão ocorrida na tarde desta quarta-feira foi iniciada com uma votação para decidir se Augusto Nardes seguiria sendo o relator do documento. Isso porque, o Planalto tentava adiar a votação acusando Nardes de já ter pronunciado antecipadamente seu voto, o que ele negou.

A Corte decidiu pela permanência de Nardes, que entrou no plenário sob aplausos dos poucos que puderam acompanhar a sessão de perto. Na sequência, foi iniciada a votação das pedaladas fiscais. "Diversos procedimentos adotados ao longo de 2014 afrontaram de forma significativa princípios, objetivos e comportamentos preconizados pela Lei da Responsabilidade Fiscal, caracterizando um cenário de desgovernança fiscal", afirmou Nardes ao proferir seu voto.

Após a conclusão dos votos dos oito ministros titulares mais o presidente da Corte, Aroldo Cedraz, o documento seguirá para ser julgado no Congresso, já que o TCU não tem o poder de julgamento.

Acompanhe como foi a nossa cobertura:

MAIS INFORMAÇÕES