ANIVERSÁRIO DA BOMBA NUCLEAR

Hiroshima e Nagasaki antes e depois

Série fotográfica mostra as cidades depois do bombardeio atômico e sua situação atual

O dia 6 de agosto de 1945 mudou a História para sempre. O relógio marcava 8h15 em Hiroshima (Japão) quando seu mais de um milhão de habitantes teve a sorte fatal de ser a primeira população a ser bombardeada com um artefato atômico. Três dias depois, em 9 de agosto, foi lançada outra bomba que arrasou a cidade japonesa de Nagasaki. No total, mais de 240.000 vítimas civis. Agora, quando a catástrofe completa 70 anos, uma série fotográfica combina imagens de ontem e de hoje para comparar diferentes lugares que foram arrasados e seu aspecto atual.

A catedral católica de Santa Maria, no bairro de Urakami, em Nagasaki, Japão. Foi concluída em 1925. Apenas 20 anos mais tarde foi transformada em escombros pela bomba atômica lançada pelos Estados Unidos. Foi remodelada em 1980 e conserva essa aparência até hoje.

Combinação de imagens da entrada da catedral de Santa Maria, ou de Urakami, em Nagasaki. A bomba devastou a paróquia católica, reconstruída várias décadas mais tarde.

Montagem fotográfica com imagens da área industrial de Hiroshima depois do bombardeio e sua situação hoje. A decisão do presidente dos EUA de lançar bombas atômicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki completa 70 anos.

Combinação de imagens que mostram os moradores da cidade de Hiroshima perto da Ponte Aioi depois do bombardeio atômico de 6 de agosto de 1945, e outra foto tirada há pouco no mesmo lugar.

Um homem passeia hoje pela ponte Yorozuya, que pode ser comparada com uma imagem tomada pelo Exército dos EUA do lugar situado a 860 metros do epicentro da explosão.

A abóbada da bomba atômica de Hiroshima, ou Genbaku Domu, o mais famoso monumento memorial cidade bombardeada em 6 de agosto de 1945 foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1996. Antes de ser destruído, o edifício serviu à Promoção Industrial da Prefeitura de Hiroshima.

Combinação de imagens da Escola Nacional Shiroyama de Hiroshima depois do bombardeio em 1945 e sua aparência atual.

(*) Origem das fotografias: Reuters

Arquivado Em: