Prêmios EmmyOpinião
i

Quando ‘The Wire’ não ganhou o Emmy

Em 20 de setembro, conheceremos quem receberá o bastão de ‘Breaking Bad’, a grande vencedora da cerimônia do ano passado

Há poucos dias foi divulgada a lista dos indicados aos prêmios Emmy 2015. Até 20 de setembro, não saberemos quem receberá o bastão de Breaking Bad, o grande destaque da cerimônia do ano passado. Mas antes que comecem as apostas e teorias sobre o que vai acontecer, vale lembrar que os prêmios são só isso: prêmios. E que há uma história de esquecimentos e injustiças por trás de todos eles. No caso dos Emmy, o maior esquecimento histórico tem como protagonista a série que muitos consideram como a melhor da história: The Wire.

A ficção criada por David Simon nunca ganhou um Emmy. Mais do que isso: The Wire só foi indicada a dois Emmy, e nenhum deles como melhor drama ou pelas interpretações de seus atores. Foram indicações a dois de seus roteiros. E claro: não ganhou nenhuma. Para se ter uma ideia, The Wire coincidiu no tempo com algumas temporadas de séries como Família Soprano, Nos Bastidores do Poder, Deadwood, A Sete Palmos, CSI: Las Vegas, 24 Horas e Heroes. Uma curiosa mistura que fez com que The Wire passasse despercebida para os votantes. É preciso levar em conta que só um punhado de pessoas assistia a The Wire na época. E parece que não eram os votantes dos Emmy.

MAIS INFORMAÇÕES

A lista de afrontas dos prêmios Emmy continua somando nomes próprios nas categorias de interpretação. A maior delas é a cometida contra Angela Lansbury. A atriz foi indicada 18 vezes, mas não ganhou nenhuma delas. Nem as suas 12 indicações consecutivas ao prêmio por dar vida a Jessica Fletcher em Assassinato por Escrito serviram para comover os votantes do Emmy.

Ao lado do caso de Lansbury, qualquer outro parece uma bobagem. Mas também chama a atenção que Hugh Laurie não tenha faturado nenhuma das suas seis indicações ao Emmy por interpretar o doutor House, e que durante seis anos Martin Sheen tampouco tenha conseguido o prêmio por encarnar o presidente Bartlet em Nos Bastidores do Poder. Este ano, Jon Hamm terá a oportunidade de terminar com sua particular maldição nos Emmy. É que antes das duas indicações que teve (como protagonista de Mad Men e ator convidado em Unbreakable Kimmy Schmidt), ele somava 13 candidaturas por fazer diversas coisas (ser Don Draper, produzir Mad Men e aparecer como ator convidado em Um Maluco na TV) sem conseguir materializar nenhuma em forma de prêmio.

Arquivado Em: