cinema

‘Jurassic World’: dinossauros devoram a bilheteria

Filme superou os 500 milhões de dólares no primeiro fim de semana

Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros, o remake que Colin Trevorrow fez do longa de 1993 de Steven Spielberg, é o primeiro filme a superar os 500 milhões de dólares em todo mundo em seu primeiro fim de semana. Curiosamente, não foi a melhor estreia nos Estados Unidos nem no resto do mundo, mas o lançamento simultâneo em 66 territórios – as zonas em que Hollywood divide seus mercados, que nem sempre coincidem com os países – foi suficiente para obter 511 milhões de dólares (1,5 bilhão de reais), uma cifra ainda provisória. Na Espanha, com 6,5 milhões de euros, nem foi a melhor estreia desta temporada. Jurassic World se comportou muito melhor em bilheteria do que previam os analistas (que esperavam que não superaria os 140 milhões de dólares nos Estados Unidos) e os críticos: os dinossauros mantêm seu apelo popular.

Há 14 anos, Jurassic Park III parecia ter encerrado a saga, que arrecadou 368,8 milhões de dólares em sua carreira comercial. Nos Estados Unidos apontam que a Universal estreou no momento certo depois da decepção com Tomorrowland, que 48% da bilheteria naquele território – Estados Unidos e Canadá – procede de cópias em 3D, em salas IMAX e de entradas Premium (muito mais caras), e que os dinossauros continuam tendo um enorme atrativo para todo o público. No resto do mundo, destaca-se a arrancada na China, mercado em que estreou na quarta-feira passada e arrecadou mais de 100 milhões de dólares em cinco dias.

MAIS INFORMAÇÕES

Nos Estados Unidos, a melhor estreia da história em um fim de semana de três dias, sem dia festivo agregado, foi Os Vingadores, com 207,4 milhões de dólares, enquanto Jurassic World fica em 204,6 milhões. Também não foi a melhor estreia internacionalmente com seus 307,2 milhões de dólares, superados por Harry Potter e as relíquias da morte Parte 2, com 314 milhões. Mas a soma de seu lançamento simultâneo conseguiu quebrar um recorde que Hollywood ansiava. Dos grandes mercados, só falta a estreia no Japão, em 5 de agosto. No Reino Unido e na Irlanda o filme chegou a 29,6 milhões de dólares. No México, arrecadou 16,2 milhões; na Coreia do Sul, 14,4 milhões; na França, 12,5 milhões; na Austrália, 12,1 milhões, e na Alemanha, 11 milhões. E é obvio a China, com mais de 100 milhões em 64.600 salas e com o preço médio por entrada (6,4 dólares) mais caro na história daquele país. “Todas as cifras são provisórias e foram fornecidas pela auditoria Nielsen”.

Na Espanha, depois de um mês de queda acentuada na arrecadação, em que o Top 20 das maiores bilheteiras mal chegava a dois milhões, Jurassic World obteve 6,5 milhões de euros: três de cada quatro espectadores – mais de 940.000 espectadores de 1,3 milhão – que foram ao cinema no último fim de semana viram esse filme. A melhor estreia de 2015 continua sendo Cinquenta tons de cinza, com 7,32 milhões de euros.

Todas as cifras anteriores, concordam os analistas, serão superadas em dezembro com o filme mais esperado dos últimos anos, O despertar da força (Star Wars VII), mas ninguém se atreve a fazer previsões sobre sua arrecadação.

Arquivado Em: