Seleccione Edição

A beleza feminina segundo Korda

O madrilenho Museu Cerralbo abriga uma exposição de 60 retratos de mulheres do fotógrafo cubano

  • O Museu Cerralbo, em Madri, abriga uma das mais importantes mostras desta edição da PhotoEspanha, ‘Korda, retrato feminino’, que reúne até 6 de setembro 60 fotos em preto e branco de mulheres. Na foto, retrato da modelo Norka (1956-58).
    1O Museu Cerralbo, em Madri, abriga uma das mais importantes mostras desta edição da PhotoEspanha, ‘Korda, retrato feminino’, que reúne até 6 de setembro 60 fotos em preto e branco de mulheres. Na foto, retrato da modelo Norka (1956-58).
  • Na exposição, organizada por Ana Berruguete, é exibida uma série de imagens de militantes, feitas por Korda a partir da revolução de 1959. O fotógrafo buscava nos desfiles e ruas mulheres que lhe chamavam a atenção.
    2Na exposição, organizada por Ana Berruguete, é exibida uma série de imagens de militantes, feitas por Korda a partir da revolução de 1959. O fotógrafo buscava nos desfiles e ruas mulheres que lhe chamavam a atenção.
  • Antes da revolução de 1959, Korda trabalhou sobretudo com fotografia publicitária e de moda. Essa elegante foto da modelo Norka foi feita para uma campanha de publicidade da joalheria Cuervo y Sobrinos.
    3Antes da revolução de 1959, Korda trabalhou sobretudo com fotografia publicitária e de moda. Essa elegante foto da modelo Norka foi feita para uma campanha de publicidade da joalheria Cuervo y Sobrinos.
  • As camponesas foram alvo de Korda, que sempre as mostrava belas, como havia feito com as modelos de alta costura em seus primeiros anos.
    4As camponesas foram alvo de Korda, que sempre as mostrava belas, como havia feito com as modelos de alta costura em seus primeiros anos.
  • A exposição mostra uma das facetas menos conhecidas da obra de Korda, os seus retratos femininos, “que se transformaram em uma obsessão”, segundo a organizadora da exposição, Ana Berruguete. Esta bela foto é da modelo Nidia Ríos, feita em 1956.
    5A exposição mostra uma das facetas menos conhecidas da obra de Korda, os seus retratos femininos, “que se transformaram em uma obsessão”, segundo a organizadora da exposição, Ana Berruguete. Esta bela foto é da modelo Nidia Ríos, feita em 1956.
  • Em 1958, quando já mantinha seu estúdio em Havana, Korda fez esta foto para a capa de um suplemento feminino do 'Diario de la Marina'.
    6Em 1958, quando já mantinha seu estúdio em Havana, Korda fez esta foto para a capa de um suplemento feminino do 'Diario de la Marina'.
  • Um original nu de Korda. O artista cubano acompanhou Fidel Castro como seu fotógrafo em viagens, mas nem todo o regime gostava de seu trabalho, já que alguns setores o consideravam pornográfico.
    7Um original nu de Korda. O artista cubano acompanhou Fidel Castro como seu fotógrafo em viagens, mas nem todo o regime gostava de seu trabalho, já que alguns setores o consideravam pornográfico.
  • A jovem modelo Norka, com quem Korda se casou, foi retratada uma infinidade de vezes pelo fotógrafo.
    8A jovem modelo Norka, com quem Korda se casou, foi retratada uma infinidade de vezes pelo fotógrafo.
  • A elegância, a delicadeza e a sensualidade fazem parte do estilo de Korda, que de imagens simples passou a incluir em suas fotos elementos com os quais compusesse mais do que um simples retrato.
    9A elegância, a delicadeza e a sensualidade fazem parte do estilo de Korda, que de imagens simples passou a incluir em suas fotos elementos com os quais compusesse mais do que um simples retrato.
  • O último trabalho de Korda foi uma sessão numa estação ferroviária de São Paulo, onde retratou voluptuosas modelos no final dos anos 2000, cinco meses antes de morrer.
    10O último trabalho de Korda foi uma sessão numa estação ferroviária de São Paulo, onde retratou voluptuosas modelos no final dos anos 2000, cinco meses antes de morrer.