Fidel Castro reaparece em público

Ex-presidente cubano é visto nem uma escola e conversa com um grupo de venezuelanos, 14 meses após sua última aparição

Fidel Castro durante encontro com um grupo de venezuelanos.
Fidel Castro durante encontro com um grupo de venezuelanos. (EFE)

E Fidel Castro reapareceu. Passaram-se 14 meses desde que o histórico líder cubano havia sido visto em público pela última vez, o que, como sempre ocorre desde que ele adoeceu e transferiu o poder ao seu irmão Raúl, em 2006, motivou todo tipo de rumor sobre sua morte – todos eles implacavelmente calados pela publicação de novas fotos ou de artigos assinados. Mas desta vez Castro, de 88 anos, não era visto em público desde janeiro de 2014, quando visitou uma galeria de arte.

As fotos de seu reaparecimento agora monopolizam as capas da imprensa cubana e também correm o mundo. Tudo isso exatamente uma semana antes da esperada imagem do encontro do seu irmão Raúl Castro, atual presidente de Cuba, com o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, na Cúpula das Américas no Panamá. É a primeira vez que Cuba é convidada a esse evento

O encontro “inesperado”, porém “inesquecível”, como descreve o jornal Juventud Rebelde, ocorreu em 30 de março, numa escola de Siboney, Havana. Além de alunos e professores do complexo educacional Vilma Espín (nome da falecida esposa de Raúl Castro), Fidel saudou, do veículo que o levou ao local, 33 venezuelanos que participavam de um “voo de solidariedade” entre Havana e Caracas.

MAIS INFORMAÇÕES

Há um ano, as fotos de um Fidel Castro que caminhava curvado, apoiado numa bengala e com a ajuda de um acompanhante, provocaram comentários sobre seu estado de saúde. Desta vez, as imagens se limitam a mostrar o ex-presidente dentro do veículo, vestindo seu já tradicional conjunto de moletom e boné, acenando pela janela a várias pessoas que lhe estendem a mão efusivamente.

Castro “cumprimentou os venezuelanos, um por um e sem a mínima pressa”, relata a imprensa estatal cubana. “Fidel foi o de sempre, o que tão bem conhecemos (…). Está cheio de vitalidade”, salienta o artigo republicado em todos os meios de comunicação da ilha.

A reaparição ocorre uma semana antes do esperado encontro entre os presidentes de Cuba e dos EUA

Arquivado Em: