Não parece, mas é Uma Thurman

A atriz entra para o clube de Renée Zellweger, das que fazem cirurgias plásticas radicais

Uma Thurman depois de sua cirurgia (esquerda) e antes da operação.
Uma Thurman depois de sua cirurgia (esquerda) e antes da operação.CORDON PRESS

Uma Thurman entrou para o clube de Renée Zellweger, Catherine Zeta-Jones e, mais recentemente, Demi Moore. A atriz, musa e mais recente affair de Quentin Tarantino, decidiu enfrentar o bisturi para apagar do rosto as marcas do tempo. Aos 44 anos, Thurman se submeteu a uma profunda cirurgia plástica. Seu rosto anguloso agora está mais redondo e seus olhos parecem muito mais puxados depois de terem sido esticados.

A nova Uma Thurman apresentou a nova fisionomia em Nova York, na estreia de The Slap, a nova minissérie da rede NBC que protagoniza ao lado de Peter Sarsgaard, Thandie Newton, Zachary Quinto, Brian Cox, Melissa George, Mekenzie Leigh e Lucas Hedges.

Uma Thurman e Arpad Busson ao lado da rainha Rania, da Jordânia.
Uma Thurman e Arpad Busson ao lado da rainha Rania, da Jordânia.

Uma Thurman havia declarado em várias ocasiões que era contra retoques estéticos, mas parece ter mudado de opinião. A última vez que a atriz havia aparecido em público tinha sido no final de janeiro. Quinze dias depois reapareceu transformada.

No começo do ano passado, Thurman se separou de Arpad Arki Busson, seu noivo com o qual mantinha uma relação desde 2007 e com quem teve uma filha, Rosalind, de quase dois anos. Thurman também tem outros dois filhos, Maya, de 15, e Levon, de 12, fruto de seu casamento com o também ator Ethan Hawke. Foi então quando se uniu a Tarantino, de 51 anos, cujas ex-namoradas incluem a diretora Sofía Coppola e a atriz Mira Sorvino, vencedora de um Oscar. No momento o cineasta está sem uma companheira estável.

Quentin Tarantino e Uma Thurman, em maio passado no festival de Cannes.
Quentin Tarantino e Uma Thurman, em maio passado no festival de Cannes.

Ambos se conheceram nas filmagens de Pulp Fiction — Tempo de Violência em 1994. O filme mudou a vida dos dois. A beleza de Thurman já havia deixado marcas em papéis anteriores, como uma espécie de Vênus de Milo que encarnou em As Aventuras do Barão Munchausen ou de amantes que interpretou em Ligações Perigosas e Henry & June — Delírios Eróticos.

Mais informações

Mas com seu trabalho como a femme fatale Mia Wallace no filme de Tarantino, conseguiu não apenas sua única indicação ao Oscar, mas também um lugar na história do cinema. No caso de Tarantino, um ex-balconista de locadora de vídeos com aspirações cinematográficas e uma memória invejável, Pulp Fiction o transformou em um diretor admirado. Uma colaboração que ambos expandiram para um sucesso semelhante em Kill Bill, projeto para o qual Tarantino nunca pensou em escalar outra atriz e que escreveu em parceria com Thurman.