American Express começará a operar com cartões em Cuba

Empresa se soma à Matercard depois do restabelecimento das relações bilaterais

Um grupo de trabalhadores passa diante de caminhões em Havana.
Um grupo de trabalhadores passa diante de caminhões em Havana.Chip Somodevilla (Getty Images)

A American Express anunciou que começará a operar com seus cartões em Cuba depois do restabelecimento das relações entre Washington e Havana. Com essa decisão, a empresa que mais cartões administra nos Estados Unidos se soma a outro dos gigantes do setor, a Mastercard, que na semana passada comunicou também seu desembarque na ilha depois do final do bloqueio norte-americano.

MAIS INFORMAÇÕES

Segundo uma porta-voz da empresa, Marina Norville, a American Express está em preparativos para obter a autorização do Departamento do Tesouro dos EUA.

Esses anúncios se inserem no acordo para a normalização das relações bilaterais que os presidentes dos Estados Unidos e Cuba, Barack Obama e Raúl Castro, respectivamente, anunciaram em 17 de dezembro.

O Governo cubano fixou como meta o fim do embargo comercial imposto pelos Estados Unidos em 1960, mas Obama observou que se trata de um objetivo a longo prazo, que requer a anuência da Casa Branca e do Congresso.

A normalização começou com uma série de medidas que entraram em vigor em 16 de janeiro, entre as quais se destacam a flexibilização das viagens dos norte-americanos para Cuba e a possibilidade de as empresas de telecomunicações e do setor financeiro dos EUA poderem fazer negócios ali.

Arquivado Em: