lionel messi

Chelsea se envolve no imbróglio Messi-Barça

Clube inglês aposta forte e poderia arcar com os 800 milhões de reais da cláusula de rescisão do jogador argentino

Messi e Mourinho em 2009.
Messi e Mourinho em 2009.

Messi é aclamado no Camp Nou enquanto a imprensa inglesa publica manchetes sobre as ofertas que o Chelsea e o Manchester City estariam dispostos a fazer para a contratação do atacante argentino. O último episódio sobre o desentendimento entre o camisa 10 e o treinador da equipe azul-grená, Luis Enrique, no sábado passado em Anoeta, disparou os rumores sobre o interesse de ambos os clubes. A possibilidade de que Lionel Messi abandone o clube da sua vida vai além de uma rusga pontual com o treinador. Tem a ver, sobretudo, com sua competitividade e seu desejo de continuar ganhando todos os títulos possíveis. Seu futuro depende dos resultados a curto prazo. Se o Barça não ganhar, vai embora, como informado pelo EL PAÍS em 20 de novembro.

MAIS INFORMAÇÕES

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, conversou com Messi na quinta-feira, depois da partida da Copa contra o Elche. O jogador expressou seu desconforto. Bartomeu, segundo informou a TV-3, o tranquilizou e chegou a comentar que o clube poderia tentar contratar um secretário técnico que também pudesse comandar a equipe caso Luis Enrique fosse demitido. Nessa conversa surgiu o nome de Rijkaard, treinador do Barcelona entre 2003 e 2008, com o qual Messi tem uma boa relação. “É uma notícia totalmente falsa. Quando as partidas acabam sempre desço ao vestiário, mas desminto veementemente essa notícia. Não tem nenhum fundamento”, afirmou Bartomeu em Nova York, onde esteve presente em um evento da Fundação do Barcelona. Pessoas próximas ao jogador também desmentiram a informação e acrescentaram que Leo está muito chateado pelo conteúdo da mesma.

O Chelsea, segundo diferentes fontes, estaria em condições de pagar a cláusula de rescisão prevista no contrato de Messi com o Barcelona. A cifra chega a 250 milhões de euros (cerca de 800 milhões de reais). Esse contrato, que foi modificado com mais vantagens em maio, termina em 2108 e garante ao jogador renda anual de 20 milhões de euros (cerca de 64 milhões de reais). O que não impediu que em 18 de novembro Messi desse declarações ao jornal argentino Olé, que deixavam seu futuro em aberto: “Apesar de ter dito que gostaria de ficar lá, às vezes nem tudo sai como se quer”. Messi, que tem 27 anos, quase não realiza coletivas de imprensa e apenas de vez em quando envia alguma mensagem nas redes sociais, como em 5 de janeiro, quando pediu desculpas alegando uma gastroenterite, por não ter ido ao treinamento aberto ao público da azul-grená no Miniestadi, assistido por cerca de 14.000 torcedores, a maioria crianças.

Bartomeu e pessoas próximas ao jogador desmentem que Leo tenha expressado desconforto ao presidente e exigido mudanças na equipe técnica depois da partida da Copa contra o Elche

Mourinho negou a informação na véspera de Natal, pouco antes de uma partida entre o Chelsea e o West Ham, ao ser perguntado sobre a contratação de Messi. “Não temos essa possibilidade neste momento. Existe o Jogo Limpo Financeiro e temos que seguir certas normas, cumprir certos números. Não estamos em condições de comprar jogadores incríveis que, naturalmente, recebem cifras incríveis. E o Barcelona, provavelmente, não quer vender, o que torna a coisa ainda mais difícil para qualquer um”, concluiu o treinador do Chelsea.

O ajudante de Mourinho, Steve Holland, na prévia da partida deste sábado contra o Newcastle, repetiu ipsis litteris as palavras do técnico. “Se você olha as cifras mencionadas pelos meios de comunicação, se dá conta de que é algo que não se pode fazer”, destacou Holland. A quantia total da contratação, segundo os jornais ingleses, chega a 640 milhões de euros (mais de 2 bilhões de reais), incluindo o salário do jogador pelos próximos seis anos.

Mourinho desconversa e diz que Chelsea não pode contratar o camisa 10

Holland não foi o único a fazer declarações. Cesc, jogador do Chelsea, também falou. Ele é ex-parceiro e amigo de Messi, amizade reforçada pela boa sintonia existente entre as esposas de ambos os jogadores. “Tudo o que já foi montado é mais natural. Messi está feliz no Barça e o Barça está feliz com ele”, disse à radio Onda Cero.

“Me sinto mal que digam que posso mediar para que Messi venha ao Chelsea. O que tem a ver eu falar de contratos?”. E em relação às picuinhas da relação entre Messi e Enrique concluiu: “Não conheço Luis Enrique, mas conheço Leo, e duvido muito que esteja acontecendo o que dizem, porque é um cara muito tranquilo e nunca vi nada disso nos três anos que passamos juntos”.

Arquivado Em: