Ataque à sede do PP

Espanhol atira carro com botijões de gás contra sede do partido governista

Motorista, aparentemente com problemas econômicos, foi preso em seguida

O carro chegou até o saguão do edifício.FOTO: EL PAÍS / VÍDEO: ATLAS

Um homem que disse ser um empresário arruinado atirou na manhã de sexta-feira um veículo, supostamente com explosivos, contra a sede do Partido Popular, de centro-direita, que governa a Espanha. O motorista, que já foi detido, dirigia um Citroën Xantia com placa de Guadalajara (região de Castela-La Mancha), dentro do qual havia dois botijões de gás e dois sacos de adubo industrial. A polícia interditou a área, e especialistas em desativação de explosivos se encaminharam até a rua Génova, no centro de Madri, para investigar o ataque.

O motorista do veículo, Daniel Pérez Berlanga, de 37 anos, declarou ao ser preso que portava um artefato preparado para explodir em meia hora e que considerava o PP responsável por seus problemas econômicos, que o levaram a perder todo o seu patrimônio.

O veículo entrou a grande velocidade e chegou até as escadarias internas do edifício, quase atropelando uma faxineira. O vidro da porta principal ficou destruído, e um fio de óleo e sujeira pode ser visto na rua, do começo da calçada até a porta do prédio.

Equipes de emergência na sede do PP.
Equipes de emergência na sede do PP.B. M.

O autor do ataque, que segundo seus vizinhos está atualmente desempregado, havia sido descartado em um concurso para o cargo de “vigilante informador de aproveitamento micológico” (ou seja, um fiscal de coleta de cogumelos), convocado pela prefeitura de Bronchales, um município de 461 habitantes na serra do Albarracín (região de Aragón), governado pelo PP. Ficou na quarta colocação na disputa por uma bolsa-trabalho. A polícia diz que Pérez Berlanga será submetido a uma avaliação psiquiátrica.

MAIS INFORMAÇÕES

O incidente ocorreu pouco antes das 7h (hora local, 4h em Brasília), e, apesar de ter sido ativado o protocolo de segurança conhecido como Circular 50, quando há possibilidade de atentado terrorista, os investigadores acreditam que não haja mais risco de explosão. Os dois botijões de butano que estavam dentro do carro têm potencial explosivo, ao passo que o adubo industrial tem uma grande capacidade inflamável – algumas organizações terroristas já utilizaram esse material para produzir explosivos artesanais.

A polícia pediu ao PP que oriente seus funcionários a não comparecerem à sede partidária enquanto o trabalho de investigação da carga do veículo estiver em andamento. A área foi isolada por fitas. Ruas próximas foram interditadas para carros e pedestres. A estação de metrô Alonso Martínez, que fica próxima ao local, também passou várias horas fechada.

O porta-voz do PP no Congresso, Rafael Hernando, atribuiu nesta sexta-feira o atentado a “uma decisão amalucada” de uma pessoa que está “desequilibrada”. A prefeita de Madri, Ana Botella, pediu “tranquilidade” até que se saiba “exatamente o que induziu essa pessoa a se atirar contra a [sede partidária da rua] Génova”.

Arquivado Em: