A Abertis amplia uma concessão no Brasil em troca de 90 milhões em investimentos

A operadora espanhola construirá catorze novos quilômetros de estradas em São Paulo em troca de ganhar mais seis meses de contrato

O grupo espanhol Abertis investirá mais de 90 milhões de reais em sua filial brasileira Autovias, controlada através da Arteris, e conseguirá em troca prolongar por mais seis meses a concessão, que agora vai expirar em junho de 2016. A empresa, a principal operadora de rodovias pagas do planeta, alcançou um acordo com a Agência Reguladora do Transporte do Estado de São Paulo para construir 14 novos quilômetros de desdobramento da rodovia SP-318, que conta com um público potencial de 1,5 milhão de pessoas.

A Autovias é uma das 11 concessionárias controladas pela Abertis no Brasil. Com uma intensidade média diária de 12.089, sua exploração contribuiu para o grupo com ganhos na ordem de 158 milhões de reais no primeiro semestre deste ano, além de um lucro de exploração de 97 milhões.

A prolongação de concessões é uma das vias que a Abertis está usando, junto com a assinatura de novos contratos, para alongar a vida de seus negócios em estradas. O grupo com participação de Criteria e OHL negocia outras operações similares à anunciada nesta quarta-feira no Brasil, Chile e França.

Na França, a Abertis está dependendo do Plano Relance que precisa ser validado pela Comissão Europeia. Com ele, o grupo prevê ampliar entre dois e seis anos as concessões de Sanef e Sapan, garantindo como contrapartida um investimento que poderia alcançar os 700 milhões de euros.

As tentativas de realizar acordos no mesmo sentido não estão sendo tão frutíferas na Espanha, onde somente avançou um acordo para conectar a A-27 com a A-2 na Catalunha, em obras que significariam um desembolso de 135 milhões de euros.