Os bombeiros retomam as buscas por restos mortais e destroços do avião

Os trabalhos, que haviam sido suspensos pela visibilidade reduzida, foram reiniciados nesta sexta Faixas e orações estiveram entre as homenagens de moradores e organizações juvenis socialistas

Perito no local do acidente, nesta quinta.
Perito no local do acidente, nesta quinta.NELSON ALMEIDA (AFP)

Os bombeiros retomaram nesta sexta-feira pela manhã em Santos os trabalhos de resgate de restos mortais e destroços da aeronave que caiu com Eduardo Campos e outros seis ocupantes em uma área residencial da cidade paulista, após a interrupção das atividades na véspera devido à visibilidade reduzida e à iluminação insuficiente no local.

As tarefas de identificação dos corpos estão sendo realizadas em São Paulo, a pouco mais de 70 quilômetros de Santos. A caixa preta do avião, que foi encontrada bastante danificada, já foi enviada a Brasília para perícia pelas equipes do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A Polícia Federal realiza ainda nesta sexta-feira pela manhã uma reconstituição da trajetória percorrida pela aeronave no litoral paulista.

Na véspera, o último dos dez feridos em terra foi liberado do hospital. Trata-se de um bebê de um ano que no momento do acidente estava acompanhado de sua mãe na piscina de uma academia que acabou atingida por destroços do aparelho. Aos poucos, os dez imóveis que haviam sido interditados vão sendo liberados e as 50 pessoas que estavam desalojadas retornam às suas casas.

Dezenas de pessoas compareceram às imediações do local do acidente nesta quinta-feira para prestar homenagens a Eduardo Campos e aos membros de sua comitiva. Foram feitos minutos de silêncio, orações, e flores e mensagens foram depositadas, enquanto avançam os trabalhos de investigação das causas da tragédia, com a análise da caixa preta do aparelho.

“#Não desistiremos do Brasil”, afirmava uma mensagem pintada no chão nas imediações do local do acidente. A lembrança, feita por representantes do movimento juvenil do Partido Socialista Brasileiro (PSB), fazia referência a uma frase dita por Campos em rede nacional de TV na noite anterior ao acidente e que acabou sendo repetida no pronunciamento do partido horas após a tragédia. Ao lado, várias velas permaneciam acesas.

Em um cartaz colocado ao lado da entrada de um prédio próximo ao local do acidente, os moradores agradeciam ainda à tripulação do aparelho. “Homenagem simples para simples seres humanos. Que Deus abençoe e ilumine os pilotos, pois evitaram uma tragédia muito maior”. Logo abaixo, na calçada, havia um buquê de flores.