EL ACENTO
i

Reverenda senhora bispa

A igreja anglicana aprova a ordenação episcopal de mulheres

marcos balfagón

As mulheres anglicanas da Inglaterra conseguiram passar por cima de uma tradição secular que lhes vetava o acesso à alta hierarquia de sua igreja. O sínodo, reunido em York, aprovou sua ordenação como bispas, em uma decisão considerada histórica. Para chegar a essa posição antes tiveram de galgar as etapas inferiores, em um processo que se tornou muito mais longo do que se pensava.

Já faz vinte anos que a primeira mulher foi ordenada sacerdote e, depois disso, elas conseguiram o acesso ao bispado nas igrejas anglicanas de oito países, entre os quais Estados Unidos, Canadá, Austrália e África do Sul, e também em outros territórios do Reino Unido, como Gales e Escócia. Há pouco tempo a igreja da Irlanda nomeou também a sua primeira bispa. Mas a Inglaterra resistia, o que não deixava de ser contraditório para uma Igreja que tem como chefe visível uma mulher, a rainha Elizabeth II.

A proposta aprovada agora havia sido apresentada há dois anos, mas não seguira adiante por não ter alcançado 75% de votos favoráveis necessários em cada um dos três colégios que formam o sínodo: bispos, clérigos e leigos.

Somente depois da ameaça de que o assunto poderia se resolver por fim fora da própria igreja, mediante uma lei do Parlamento britânico que obrigasse à remoção dessa discriminação, o arcebispo Justin Welvy pôde encontrar o apoio necessário para a transcendente mudança, embora ao custo de algumas concessões. Entre elas está a promessa –de palavra– de que as paróquias mais conservadoras que não queiram submeter-se à autoridade de uma bispa tenham a possibilidade de contar com um bispo itinerante.

Atualmente há três postos vagos –Oxford, Peterborough e Newcastle–, por isso a nomeação de uma bispa pode ser iminente. Entre os mais reticentes a aceitar a mudança está o setor anglo-católico, partidário de uma aproximação com a Igreja católica, algo que bem observado é coerente, já que nessa questão está mais em sintonia com Roma. A hierarquia católica está totalmente fechada para uma mudança dessa natureza. A anglicana, ao contrário, deu mostras de uma maior abertura e capacidade de adaptação aos tempos, embora não sem resistências.

Arquivado Em: